sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Os desafios de António Guterres

Os desafios de António Guterres

A maior crise migratória do pós-guerra e o conflito na Síria são, muito provavelmente, os maiores desafios do mandato de António Guterres à frente das Nações Unidas. O isolamento internacional da Coreia do Norte e do seu programa nuclear também estarão na agenda do próximo secretário Geral da ONU que herda um planeta que poderá estar a caminho da auto-destruição.

  • Parlamento aplaude de pé aclamação de Guterres
    1:48

    Guterres na ONU

    O Parlamento português aprovou, por unanimidade, um voto de congratulação pela eleição de António Guterres. Da esquerda à direita, todos os partidos elogiaram as capacidades do antigo primeiro-ministro para dirigir as Nações Unidas. Os deputados aplaudiram de pé a indicação do conselho de segurança da ONU.

  • "Gratidão e humildade"
    2:10

    Guterres na ONU

    O futuro secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou hoje em Lisboa que sente "humildade e gratidão" depois de o Conselho de Segurança ter indicado o seu nome, por unanimidade e aclamação, para liderar a ONU.

  • O perfil do próximo líder da ONU
    1:44

    Guterres na ONU

    Engenheiro eletrotécnico de formação, António Guterres foi secretário-geral do PS e primeiro-ministro de dois governos minoritários, de 1995 a 2002. Em 2005, foi nomeado para o cargo de alto-comissário das Nações Unidas para os refugiados, onde permaneceu durante 10 anos.

  • A vida política de António Guterres
    3:09

    Guterres na ONU

    Na primeira audição para o cargo, António Guterres lembrou o passado como primeiro-ministro para defender que está preparado para resistir a pressões e que não lhe falta capacidade de diálogo. Guterres liderou dois governos minoritários com um segundo mandato mais conturbado, que acabou com a sua demissão. Durante mais de seis meses como chefe de Governo, a diplomacia foi sempre um triunfo, com Guterres a destacar-se nos palcos internacionais.

  • SIC acompanhou visita de Guterres ao Quénia em 2010
    1:52

    Guterres na ONU

    Ao longo de 10 anos de mandato como alto comissário para os refugiados, António Guterres fez múltiplas visitas a campos de acolhimento. Em 2010, a SIC testemunhou a forma como Guterres encarava estas situações, ao acompanhar o português numa visita a um campo no norte do Quénia.

  • "É um homem com este perfil que o mundo precisa"
    1:08

    Guterres na ONU

    Várias personalidades elogiam António Guterres por ter chegado a um dos cargos do mundo mais importantes do mundo. Muitos depositam nele a esperança de que possa vir a ser decisivo em conflitos onde se fala português. O padre Vítor Melícias diz mesmo que "é um homem com este perfil que o mundo precisa".

  • Escolha de Guterres elogiada por todo o mundo
    3:11

    Guterres na ONU

    A escolha de António Guterres foi saudada de forma unânime em praticamente todo o mundo. Juncker diz estar extremamente satisfeito e Ramos-Horta fala em decisão sábia. Alemanha diz que Guterres é uma excelente escolha e o Reino Unido fala num candidato excecional. Também o Brasil, Angola e Moçambique elogiaram o português.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.