sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Primeiro-ministro chinês felicita Portugal pela eleição de Guterres

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, felicitou hoje Portugal e o povo português pela eleição de António Guterres para o cargo de secretário-geral das Nações Unidas, referindo que a China "facilitou" aquele mesmo desfecho.

"O Governo chinês facilitou a nomeação do engenheiro Guterres para o cargo de secretário-geral da ONU, um orgulho para todo o povo português", afirmou Li, na conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro António Costa, no Grande Palácio do Povo, em Pequim.

O responsável chinês enalteceu o "progresso estável" nas relações entre os dois países, desde o estabelecimento das relações diplomáticas, em 1979, com destaque para a forma como Lisboa lidou com questão de Macau.

Portugal e China "realizaram uma transição estável da soberania de Macau, via negociações amigáveis", disse.

Li afirmou que os dois países "têm mantido uma estreita colaboração em assuntos regionais e internacionais", saudando o reforço da "confiança política mútua".

Após anunciar a assinatura de oito acordos nos domínios da cultura e da economia, o primeiro-ministro chinês apontou o setor das energias - "especialmente a energia renovável" - e de componentes para automóveis como áreas "preferenciais" para a colaboração.

"Portugal deve aproveitar a procura do mercado chinês na área de componentes para automóveis", disse.

A China é o maior mercado de automóveis do mundo e, em 2015, venderam-se 24,59 milhões de unidades no país, um valor recorde.

António Costa foi hoje recebido pelo seu homólogo chinês com guarda de honra, salvas de canhão e o hino dos dois países tocado por uma banda militar.

A cerimónia decorreu junto à porta leste do Grande Palácio do Povo, de frente para a Praça Tiananmen. Na avenida que passa no topo norte da praça, os candeeiros estavam ornamentadas com as bandeiras dos dois países.

O primeiro-ministro português iniciou no sábado uma visita oficial à China que, além de Pequim, o levará também a Xangai, Macau e Shenzhen.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.