sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres diz que a guerra síria "põe em perigo" todo o mundo

O secretário-geral designado da ONU, António Guterres, considerou esta sexta-feira que a crise da Síria "põe em perigo" toda a comunidade internacional, mostrando-se esperançado que as grandes potências vão chegar a acordo para resolver o conflito.

"Há muita divisão, interesses diferentes, mas [a crise] converteu-se num pesadelo, numa tragédia para o povo sírio, numa ameaça para a região e numa ameaça de terrorismo para todo o mundo", declarou Guterres à televisão francesa France 24.

Por isso mesmo, sublinhou que tem a esperança "de que os países que têm influência sobre a Síria possam esquecer o que os divide e os seus interesses diferentes para parar com esta guerra".

O responsável português considerou que a guerra na Síria "deve ser uma prioridade" e recordou que o mundo está "em dívida" para com o país, que durante anos acolheu milhões de refugiados iraquianos e palestinianos.

"O secretário-geral da ONU não pode parar uma guerra. Mas com uma enorme determinação, paciência e vontade pode fazer esforços de persuasão para que os atores desta crise possam trabalhar juntos para acabar com ela", realçou.

O antigo primeiro-ministro português foi aclamado na quinta-feira como novo secretário-geral das Nações Unidas, numa sessão da Assembleia-geral da ONU que ratificou a escolha feita pelo Conselho de Segurança em 05 de outubro.

Reunido em plenário, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, o órgão que agrega os 193 Estados do mundo confirmou o que se previa, formalizando a eleição do ex-alto-comissário para os Refugiados como novo secretário-geral da organização internacional, a entrar em funções a partir de 01 de janeiro de 2017.

Lusa

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Catarina Martins diz que é preciso ouvir os dois secretários de Estado sobre offshores
    1:27

    Economia

    O Bloco de Esquerda diz que participa com empenho em todas as comissões de inquérito, mas insiste que não faz sentido suspender o trabalho da comissão em curso sobre a Caixa Geral de Depósitos. Catarina Martins esteve esta manhã em Estremoz, onde comentou também o caso das transferências para offshores. A coordenadora do Bloco diz que é preciso ouvir os dois Secretários de Estado dos assuntos fiscais para perceber o que se passou.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.