Harry & Meghan

Mulheres que passaram pela vida do príncipe Harry

O príncipe Harry casa este sábado, com a ex-atriz norte-americana Meghan Markle. A poucos dias do casamento, lembramos algumas das mulheres que passaram pela vida do príncipe.

Chelsy Davy

O príncipe Harry namorou sete anos com Chelsy Davy, foi a relação mais longa que o neto da rainha Isabel II teve. Conheceram-se durante o gap yera do príncipe, em Cape Town, África do Sul.

Começaram a namorar em 2004 e terminaram em 2011. Chelsy Davy chegou a estar presente no casamento dos duques de Cambridge, William e Kate.

MATT DUNHAM

Natalie Pinkham

Os boatos começaram depois do jornal "The Sun" ter publicado uma fotografia em que o príncipe aparece a dar um beijo a Natalie. A imagem é de 2003 mas só foi publicada três anos mais tarde.

Os dois são amigos mas nunca confirmaram nenhum tipo de relação amorosa. A apresentadora de televisão é oito anos mais velha que o príncipe.

AI Project

Florence Brudenell-Bruce

A imprensa britânica acredita que o príncipe Harry teve uma relação com a atriz e modelo Florence Brudenell, depois de terminar o namoro com Chelsy Davy, em 2011. Na altura, os órgãos de comunicação questionaram o Palácio Real sobre a nova namorada e a resposta do porta-voz foi "não comentamos a vida prvada do príncipe Harry".

Os dois conheceram-se em 2008 e acredita-se que tenham passado alguns momentos juntos na casa da atriz, em Londres.

Cressida Bonas

Entre maio de 2012 e a primavera de 2014, o príncipe Harry namorou com Cressida Bonas. A atriz, dançarina e modelo britânica é filha de Lady Mary-Gaye Curzon e do empreendedor Jeffrey Bonas.

A relação terá terminado porque Cressida não aguentava a pressão de estar num namoro público.

Luke MacGregor

  • Meghan Markle, a norte-americana divorciada prestes a tornar-se duquesa

    Harry & Meghan

    Rachel Meghan Markle, 36 anos, nasceu a 4 de agosto de 1981 em Los Angeles, Califórnia. Filha de pai branco e mãe negra, formou-se em comunicação na Universidade norte-americana de Northwester e durante três anos escreveu para um blogue de estilo de vida dedicado ao público feminino, chamado "The Tig". Em 2016 conheceu o príncipe Harry e no próximo sábado sobe ao altar da capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, Inglaterra.

  • "Bebemos a água que escorria das rochas"

    Mundo

    Os 12 rapazes e o treinador que ficaram presos numa gruta na Tailândia durante 18 dias revelaram hoje alguns pormenores de como sobreviveram, na primeira conferência de imprensa.

  • Ora Eça!

    Opinião

    Eça, o meu conterrâneo que se definia como sendo "apenas um pobre homem da Póvoa de Varzim" não haveria de gostar de nada que fosse obrigatório. Durante décadas, Os Maias lá estiveram, quem sabe numa progressista lista pós-revolução, dada a natureza "sexual e incestuosa" da obra. Sai dessa lista agora. Claro que sai. "Ninguém" gostava de "ter de" ler Os Maias.

    Pedro Cruz

  • "Os Maias" deixam de ser leitura obrigatória no secundário

    País

    Obras como "Os Maias" e "A Ilustre Casa de Ramires", de Eça de Queirós, vão deixar de ser de leitura obrigatória no ensino secundário a partir do próximo ano letivo. Os alunos deixam de ter indicação de uma obra específica para ler, passando o professor a escolher livremente uma obra de cada autor. O objetivo é fazer face aos programas extensos.

  • Marcelo assinala "passos importantes" na Cimeira da CPLP
    2:16