sicnot

Perfil

Harry Potter

"Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los", de J.K. Rowling, é publicado em fevereiro

A edição portuguesa de "Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los", de J.K. Rowling, a autora da 'saga Harry Potter', é publicada no dia 02 de fevereiro, disse hoje à agência Lusa fonte editorial.

"A Editorial Presença irá publicar a versão portuguesa do argumento original do filme 'Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los', parte integrante do novo programa de publicações do 'Mundo da Feitiçaria', de J.K. Rowling, inspirado no compêndio original da escola de feitiçaria de Hogwarts, da autoria do mágico Newt Scamander", umas das personagens da saga de Harry Potter, disse a mesma fonte.

"A edição em inglês continua a liderar as tabelas de vendas", acrescentou, referindo que a tradução para português é de Marta Fernandes.

"Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los" é "uma história inédita" que assinala a estreia de J.K. Rowling como argumentista de filmes.

A publicação do argumento inclui o guião completo do filme, que "apresenta uma extensa galeria de criaturas e personagens mágicas".

O filme, produzido pela Warner Bros. Pictures, numa realização de David Yates, que dirigiu quatro adaptações ao cinema de Harry Potter, estreou-se mundialmente no dia 18 de novembro do ano passado.

Segundo a mesma fonte, "a versão digital da edição portuguesa do argumento do filme será publicada por Pottermore, a plataforma digital global do 'Mundo da Feitiçaria' de J.K. Rowling".

A ação do filme começa em 1926, quando o mágico Newt Scamander conclui uma viagem à volta do mundo para encontrar e documentar um conjunto extraordinário de criaturas mágicas.

"Tendo chegado a Nova Iorque para uma breve paragem, poderia ter partido de imediato sem qualquer incidente... não fosse um SemMag [termo norte-americano para 'Muggle'] o aparecimento de uma pasta mágica perdida e a fuga de alguns dos monstros fantásticos, que causam grandes problemas, quer no mundo da feitiçaria, quer no mundo SemMag".

A britânica J. K. Rowling é a autora da série 'bestseller' Harry Potter, constituída por sete volumes, publicada entre 1997 e 2007, que já vendeu mais de 450 milhões de exemplares em todo o mundo, está distribuída em mais de 200 territórios, traduzida em 79 línguas, e deu origem a oito produções cinematográficas.

Rowling é também autora de outras obras, tais como "O Quidditch Através dos Tempos" e "Os Contos de Beedle, o Bardo", cujas receitas reverteram para a instituição de solidariedade Lumos. No caso de "Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los", as vendas revertem a favor da organização Comic Relief.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.