sicnot

Perfil

IPSS sob suspeita

IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira

IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira

A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

O gabinete de imprensa do Instituto da Segurança Social disse à SIC que a inspeção começou ainda antes do Natal, na sequência de uma denúncia anónima e ainda decorre nesta altura.

São várias suspeitas que estão a ser investigadas pelo Instituto da Segurança Social. Uma das mais graves
envolve a alegada existência de vagas clandestinas, no lar de idosos da associação de reformados do Seixal, pelas quais seriam cobradas mensalidades fictícias em donativo.

"Eu não ando na contabilidade a ver isso, se as pessoas dão fixo, se deixam de dar, não tenho", disse à SIC o presidente da AURPIS, José Jesus Silva.

A atuação de urgência dos inspetores foi confirmada à SIC pelo Instituto da Segurança Social. A inspeção avançou de imediato depois de uma denúncia anónima recebida há um mês.

Foi aberto um processo que ainda decorre e abrange todas as respostas sociais prosseguidas pela IPSS.

O Instituto da Segurança Social disse à SIC que abriu também um processo de auditoria financeira para verificação da legalidade das contas da Associação Unitária de Reformados, Pensionistas
e Idosos do Seixal.

Uma investigação SIC para ver, hoje, no Jornal da Noite.

  • Um macaco e uma cadela inseparáveis. Literalmente
    1:15