sicnot

Perfil

IPSS sob suspeita

IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira

IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira

A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

O gabinete de imprensa do Instituto da Segurança Social disse à SIC que a inspeção começou ainda antes do Natal, na sequência de uma denúncia anónima e ainda decorre nesta altura.

São várias suspeitas que estão a ser investigadas pelo Instituto da Segurança Social. Uma das mais graves
envolve a alegada existência de vagas clandestinas, no lar de idosos da associação de reformados do Seixal, pelas quais seriam cobradas mensalidades fictícias em donativo.

"Eu não ando na contabilidade a ver isso, se as pessoas dão fixo, se deixam de dar, não tenho", disse à SIC o presidente da AURPIS, José Jesus Silva.

A atuação de urgência dos inspetores foi confirmada à SIC pelo Instituto da Segurança Social. A inspeção avançou de imediato depois de uma denúncia anónima recebida há um mês.

Foi aberto um processo que ainda decorre e abrange todas as respostas sociais prosseguidas pela IPSS.

O Instituto da Segurança Social disse à SIC que abriu também um processo de auditoria financeira para verificação da legalidade das contas da Associação Unitária de Reformados, Pensionistas
e Idosos do Seixal.

Uma investigação SIC para ver, hoje, no Jornal da Noite.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.