sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Ministro da justiça brasileiro acusado de ameaçar Polícia Federal

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) acusou este sábado o ministro da Justiça de ameaçar aquela força policial, ao dizer que trocará as equipas policiais se houver fugas de informação consideradas confidenciais.

Eraldo Peres

"Cheirou a vazamento de investigação por um agente nosso, a equipa será trocada, toda. Não preciso de ter prova. A Polícia Federal está sob nossa supervisão", disse o governante Eugênio Aragão, em entrevista ao Folha de São Paulo, publicada na edição de hoje.

Em resposta, o presidente da ADPF, Carlos Miguel Sobral, também citado pela Folha de São Paulo, disse que a associação "está a discutir medidas que podem ser adotadas diante das ameaças proferidas pelo ministro".

"Isso demonstra duas coisas: a vulnerabilidade da Polícia Federal, que não tem a sua autonomia garantida na Constituição e na lei e outra que aparenta a pressa em acabar com a maior investigação de combate ao crime organizado da história do Brasil", acrescentou.

O delegado referia-se ao caso Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção que envolve várias empresas, incluindo a petrolífera estatal Petrobras, e que atinge também forças políticas, incluindo o Partido dos Trabalhadores (PT), e o ex-Presidente Lula da Silva.

Segundo o mesmo responsável, não há indícios até ao momento de nenhuma ilegalidade cometida durante as investigações do esquema de corrupção na Petrobras.

Também ouvido pelo mesmo diário, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, acusou o ministro, que também faz parte do Ministério Público, de ter cometido um erro ao politizar uma questão técnica.

"O ministro escorregou ou está a fazer um discurso político ao falar em extorsão. Não há extorsão alguma. Não há delação premiada [revelação de um crime alheio para tirar proveito dessa revelação] sem voluntariedade no Brasil e nem na Lava Jato", comentou.

Para o procurador, "o ministro disse que há uma politização dos agentes do Estado", mas, "ao falar em extorsão, quem está a tentar politizar a Lava Jato é o ministro".

José Robalinho Cavalcanti reagia ao facto de o ministro ter classificado de "extorsão" o método com que as delações premiadas são negociadas no âmbito da investigação Lava Jato.

"No Direito alemão, a colaboração tem de ser voluntária (...) Na medida em que decretamos prisão preventiva ou temporária em relação a suspeitos para que venham a delatar, essa voluntariedade pode ser colocada em dúvida. Porque estamos em situação muito próxima de extorsão", comentou Aragão.

Lusa

  • Justiça brasileira recebeu 13 pedidos para travar ida de Lula para o Governo
    0:57

    Mundo

    O Brasil está a viver um forte impasse político. Só nos últimos dois dias a justiça recebeu 13 providências cautelares para travar ida de Lula da Silva para o Governo Espera-se que na próxima semana o Tribunal Federal tome uma decisão definitiva sobre a tomada de posse do ex-Presidente Lula da Silva, isto numa altura em que também estão a ser analisados os vários pedidos de destituição de Dilma Rousseff. O relato é dos enviados especiais da SIC a Brasília.

  • Trump eleito personalidade do ano pela revista Time

    Mundo

    O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito personalidade do ano pla revista Time. O título é atribuído pela publicação norte-americana há quase 90 anos para distinguir a figura que marcou o ano.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.