sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Sócio de ex-diretor da Petrobras detido em Lisboa

A Polícia Judiciária deteve hoje em Lisboa Raul Felippe Schmidt Júnior, no cumprimento de uma carta rogatória emitida pelas autoridades brasileiras. A detenção está relacionada com a operação Lava Jato. A Procuradoria-Geral da República disse entretanto que o Brasil quer extraditar o suspeito, que tem dupla nacionalidade.

Raul Felippe Schmidt Júnior numa imagem de arquivo

Raul Felippe Schmidt Júnior numa imagem de arquivo

A detenção ocorreu hoje de manhã, em Lisboa. Raul Schmidt foi detido num apartamento de luxo no centro de Lisboa, onde estava escondido.

A operação da PJ, depois de longa investigação, foi acompanhada por elementos da Polícia Federal Brasileira, por um procurador brasileiro e por um procurador e um juiz portugueses.

A assessoria de comunicação da Procuradoria do Paraná divulgou entretanto em comunicado:

Na madrugada desta segunda-feira (21) foi deflagrada a primeira fase internacional da operação Lava Jato em Lisboa, Portugal, e a 25ª fase desde o início das investigações iniciadas em março de 2014, que desbaratou o megaesquema de corrupção e lavagem de dinheiro instalado dentro da Petrobras.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva referente a Raul Schmidt Felipe Junior, investigado pelo pagamento de propinas aos ex-diretores da estatal petrolífera Renato de Souza Duque, Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada, todos atualmente presos em Curitiba pela participação no esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O procurador brasileiro que participou na operação de captura do brasileiro chama-se Diogo Castor. Um dos elementos da Polícia Federal brasileira é Luciano Lima que deteve também o ex-presidente brasileiro Lula da Silva.

Raul Felipe Schmidt Júnior vai ser presente ao Tribunal da Relação, mas operação ainda decorre.

Quem é Raul Felipe Schmidt Júnior?

Raul Schmidt é sócio de Jorge Zelada, antigo diretor da área de Internacional da Petrobras, e é investigado pelo alegado pagamento de luvas a responsáveis da petrolífera brasileira.

Com dupla nacionalidade, brasileira e portugesa, Raul Schmidt vivia em Londres e ter-se-á mudado para Portugal após o início da operação Lava Jato.

A Operação Lava Jato, investigada pela policia federal brasileira, começou em março de 2014, e é considerada já uma das maiores investigações a atos de corrupção e branqueamento de capitais no Brasil.

Última atualização às 11:52

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.