sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crime na Petrobras pode ter relação com morte de autarca do PT

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, referiu que o esquema de corrupção na Petrobras pode estar relacionado com a morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel, do Partido dos Trabalhadores (PT), em 2002.

© Paulo Whitaker / Reuters

Num despacho em que determina a prisão temporária do empresário Ronan Maria Pinto citado hoje pela imprensa brasileira, o magistrado afirmou que "é possível" que o esquema de corrupção da Petrobras tenha comprado o silêncio do empresário, como alegou o operador Marcos Valério Fernandes de Souza, numa tentativa de delação premiada (prestação de informações importantes em troca de redução da pena).

Ronan Maria Pinto foi o beneficiário final de um empréstimo de 12 milhões de reais (cerca de 3 milhões de euros) do banco Schahin, sendo que Marcos Valério Fernandes de Souza terá dito que metade desse valor foi-lhe dado porque ele ameaçava envolver figuras do PT nas investigações do assassinato de Celso Daniel.

Segundo o juiz, o irmão do assassinado, Bruno José Daniel, revelou que, após o homicídio, "foi-lhe relatada a existência desse esquema criminoso e que envolvia repasses de parte dos valores da extorsão ao Partido dos Trabalhadores".

No despacho, o responsável pela Operação Lava Jato acrescentou que "o destinatário dos valores devidos ao Partido dos Trabalhadores seria (o ex-ministro) José Dirceu de Oliveira e Silva".

Em 2002, Celso Daniel era coordenador de campanha do então candidato Lula da Silva à Presidência e chegou a ser sequestrado e torturado, sendo as motivações da sua morte ainda uma incógnita.

O ex-Presidente Lula da Silva está a ser investigado no âmbito da Operação Lava Jato, que trata de um esquema de corrupção que envolve várias empresas, incluindo a petrolífera estatal Petrobras.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.