sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Lula da Silva entra com ação na justiça contra juiz do escândalo na Petrobras

A defesa do ex-Presidente do Brasil Lula da Silva pediu na quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de uma ação contra o juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação dos casos de corrupção na Petrobras.

Lula da Silva, antigo presidente do Brasil

Lula da Silva, antigo presidente do Brasil

© Paulo Whitaker / Reuters

A ação contra Moro pede que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apure eventuais infrações administrativas cometidas pelo juiz.

Numa nota enviada à Lusa, Roberto Teixeira, um dos advogados que defende Lula da Silva, informa que na petição que encaminhou ao STF denuncia a intercetação ilegal de um telefone pertencente ao seu escritório de advogados, que foi autorizada por Moro.

"A intercetação do telefone de advogados e de escritório de advocacia, além de contrariar expressamente a legislação brasileira e Tratados Internacionais dos quais o Brasil é signatário, abala o próprio estado democrático de direito", disse.

Roberto Teixeira alega que o monitoramento de chamadas do escritório Teixeira, Martins & Advogados foi comunicado a Moro em dois ofícios encaminhados pela empresa de telecomunicações.

Num ofício enviado ao STF, Moro disse que não sabia da escuta, mas defendeu que o telefone do escritório estava registado em nome de uma empresa de Lula, e por isso for intercetado, e que Roberto Teixeira também é investigado na operação Lava Jato, que investiga a corrupção na petrolífera Petrobras. Para Moro, estes dois factos justificam o monitoramento.

Já o advogado Roberto Teixeira rebateu este entendimento afirmando que o juiz deveria ter consultado a operadora antes de autorizar as escutas.

Lusa

  • Aviação russa matou mais de 11 mil pessoas na Síria

    Mundo

    Pelo menos 11.612 pessoas morreram na Síria em resultado dos bombardeamentos da aviação russa, aliada do Governo de Damasco, iniciados em 30 de setembro de 2015, de acordo com dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

  • Mais de 500 casos de sarampo na Europa este ano, avisa OMS

    Mundo

    Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passado.