sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Justiça pede condenação de ex-ministro José Dirceu em processo da Lava Jato

O Ministério Público do Brasil pediu a condenação do ex-ministro da casa civil José Dirceu e de outras 14 pessoas num processo da operação Lava Jato, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.

2012 - José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do Brasil.

2012 - José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do Brasil.

REUTERS

José Dirceu foi ministro da Casa Civil no primeiro governo do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas acabou perdendo o cargo e acabou condenado por estar envolvido no escândalo de compra de votos de parlamentares do Congresso, conhecido como Mensalão.

A reportagem da Folha relata para os procuradores federais, José Dirceu teria aberto caminho para o desenvolvimento do esquema de corrupção na Petrobras, já que ele foi o responsável pela indicação de Renato Duque para a direção de Serviços da Petrobras.

Renato Duque foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no esquema de pagamento de propina em licitações da Petrobras.

O jornal informou que a defesa de José Dirceu ainda não tinha apresentado suas alegações.

Em janeiro, o ex-ministro relatou que não admitia ser acusado novamente e que não conseguia aceitar a sua prisão.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.