sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Deputados decidem hoje continuação de processo de destituição de Dilma

A Comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o pedido de destituição da Presidente Dilma Rousseff, decide hoje se aprova ou não o parecer que recomendou a continuação do processo.

Dilma Rousseff, Presidente do Brasil

Dilma Rousseff, Presidente do Brasil

© Adriano Machado / Reuters

Na passada quarta-feira, o relator Jovair Arantes, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), recomendou a continuação do processo contra Dilma Rousseff, confirmando as acusações de que ela teria cometido crimes de responsabilidade.

Para ser aprovado, o texto precisa apenas de uma maioria simples dos 65 parlamentares da comissão.

Se for aprovado, segue para publicação no Diário da Câmara e 48 horas depois o plenário de deputados votará o pedido.

A imprensa brasileira tem noticiado que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que se opõe de forma declarada ao Governo, pretende marcar esta sessão plenária para o dia 17, um domingo, a mesma data para que foram convocadas manifestações contra Dilma Rousseff.

São necessários os votos de pelo menos 342 dos 513 deputados da Câmara para o Senado ser autorizado a abrir o processo de destituição.

Para arquivar o pedido, a chefe de Estado precisa do apoio de 171 deputados, entre votos a favor, faltas e abstenções.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC