sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Dilma acusa Temer e líder da Câmara dos Deputados de "farsa e traição"

A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, acusou hoje o vice-presidente, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de serem "dois chefes do golpe, da farsa e da traição".

© Adriano Machado / Reuters

"Vivemos estranhos tempos de golpe, farsa e traição. Existem, sim, dois chefes que agem em conjunto de forma premeditada. Como muitos brasileiros, tomei conhecimento e confesso que fiquei chocada com a desfaçatez da farsa do vazamento [divulgação]", disse a chefe de Estado.

A líder brasileira referia-se à divulgação, segunda-feira, de uma gravação com Michel Temer a proferir um discurso de eventual tomada de posse como chefe de Estado brasileiro.

O áudio foi enviado aos deputados da sua formação política, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), "por acidente", explicou a assessoria de imprensa do vice-presidente.

Caso o pedido de destituição do cargo de Dilma Rousseff seja aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado, Michel Temer pode assumir temporariamente o cargo.

Dilma Rousseff, que falava no "Encontro da Educação pela Democracia", em Brasília, considerou ainda a divulgação do áudio algo "estranho", porque divulgaram "para eles mesmos".

"Um deles é a mão, não tão invisível assim, que conduz com desvios de poder. O outro esfrega as mãos e ensaia a farsa de um pretenso discurso de posse", acusou a Presidente brasileira.

Dilma Rousseff acusou ainda Michel Temer e Eduardo Cunha de agora conspirarem abertamente.

"Ao longo da semana, acusaram-me de usar expedientes escusos para compor o meu governo. Caluniam enquanto negociam posições no gabinete do golpe", afirmou.

Dilma Rousseff voltou a referir que o pedido da sua destituição do cargo é ilegítimo, considerando que não existe qualquer crime de responsabilidade.

"Os próximos dias vão mostrar com clareza quem honra a democracia que conquistámos com grandes lutas e quem não se importa em destruir o regime democrático por meio da ilegítima destituição de uma presidente com 54 milhões de votos do povo brasileiro", frisou.

Desde o final de março que Dilma Rousseff tem recebido vários grupos, desde juristas, a artistas e mulheres, em eventos temáticos "contra o golpe", onde também marcam presença integrantes de movimentos sociais.

Lusa

  • Comissão da destituição de Dilma tem até esta madrugada para tomar uma decisão
    1:56

    Crise no Brasil

    A Comissão especial de destituição de Dilma Rousseff tem até esta madrugada para tomar uma posição sobre o parecer do relator que recomenda que o processo avance. O prazo foi estipulado esta sexta-feira em que também foi marcada para a próxima segunda-feira a votação do relatório. No Brasil, uma sondagem da Folha de S. Paulo sugere que a maioria da população quer que a Presidente seja afastada.

  • Destituição de Dilma decidida segunda-feira
    2:05

    Crise no Brasil

    No Brasil, a comissão da Câmara dos Deputados decide na segunda-feira se avança ou não para a destituição de Dilma Rousseff. Entretanto a lenda mundial do Futebol, o Brasileiro Pelé teme que o escândalo da corrupção prejudique a imagem do Brasil, a poucos meses dos jogos olímpicos.

  • Brasil à espera da decisão sobre destituição de Dilma
    3:36

    Crise no Brasil

    O Governo de Dilma Rousseff aposta tudo nas conversações que decorrem na Câmara dos Deputados, para recolher apoios que impeçam a destituição da Presidente. Os analistas ouvidos pela SIC acreditam que este pode ser o princípio do fim da Presidente brasileira. Muitos dos elementos que vão decidir sobre a votação da destituição estão envolvidos em casos de corrupção.

  • Lula minimiza aprovação do processo de destituição de Dilma
    2:13

    Crise no Brasil

    O processo de destituição da Presidente do Brasil vai ser votado no próximo domingo. A comissão que analisou o pedido de "impeachment" considera que há graves indícios do crime de responsabilidade por parte de Dilma Rousseff. Publicamente, Lula da Silva voltou a defender a Presidente, que vê ainda mais ameaçada a continuidade no Governo.

  • Rui Cardoso diz que Brasil vive "era da incerteza"
    2:28

    Edição da Manhã

    O processo de destituição de Dilma Rousseff foi aprovado na comissão parlamentar especial de Brasília e o parecer segue agora para votação no plenário da Câmara que começa na sexta feira e espera-se que dure até domingo. Rui Cardoso, diretor do Courrier Internacional e editor de internacional do Expresso, esteve na Edição da Manhã desta terça-feira para analisar a crise política no Brasil.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.