sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Dilma acusa Temer e líder da Câmara dos Deputados de "farsa e traição"

A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, acusou hoje o vice-presidente, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de serem "dois chefes do golpe, da farsa e da traição".

© Adriano Machado / Reuters

"Vivemos estranhos tempos de golpe, farsa e traição. Existem, sim, dois chefes que agem em conjunto de forma premeditada. Como muitos brasileiros, tomei conhecimento e confesso que fiquei chocada com a desfaçatez da farsa do vazamento [divulgação]", disse a chefe de Estado.

A líder brasileira referia-se à divulgação, segunda-feira, de uma gravação com Michel Temer a proferir um discurso de eventual tomada de posse como chefe de Estado brasileiro.

O áudio foi enviado aos deputados da sua formação política, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), "por acidente", explicou a assessoria de imprensa do vice-presidente.

Caso o pedido de destituição do cargo de Dilma Rousseff seja aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado, Michel Temer pode assumir temporariamente o cargo.

Dilma Rousseff, que falava no "Encontro da Educação pela Democracia", em Brasília, considerou ainda a divulgação do áudio algo "estranho", porque divulgaram "para eles mesmos".

"Um deles é a mão, não tão invisível assim, que conduz com desvios de poder. O outro esfrega as mãos e ensaia a farsa de um pretenso discurso de posse", acusou a Presidente brasileira.

Dilma Rousseff acusou ainda Michel Temer e Eduardo Cunha de agora conspirarem abertamente.

"Ao longo da semana, acusaram-me de usar expedientes escusos para compor o meu governo. Caluniam enquanto negociam posições no gabinete do golpe", afirmou.

Dilma Rousseff voltou a referir que o pedido da sua destituição do cargo é ilegítimo, considerando que não existe qualquer crime de responsabilidade.

"Os próximos dias vão mostrar com clareza quem honra a democracia que conquistámos com grandes lutas e quem não se importa em destruir o regime democrático por meio da ilegítima destituição de uma presidente com 54 milhões de votos do povo brasileiro", frisou.

Desde o final de março que Dilma Rousseff tem recebido vários grupos, desde juristas, a artistas e mulheres, em eventos temáticos "contra o golpe", onde também marcam presença integrantes de movimentos sociais.

Lusa

  • Comissão da destituição de Dilma tem até esta madrugada para tomar uma decisão
    1:56

    Crise no Brasil

    A Comissão especial de destituição de Dilma Rousseff tem até esta madrugada para tomar uma posição sobre o parecer do relator que recomenda que o processo avance. O prazo foi estipulado esta sexta-feira em que também foi marcada para a próxima segunda-feira a votação do relatório. No Brasil, uma sondagem da Folha de S. Paulo sugere que a maioria da população quer que a Presidente seja afastada.

  • Destituição de Dilma decidida segunda-feira
    2:05

    Crise no Brasil

    No Brasil, a comissão da Câmara dos Deputados decide na segunda-feira se avança ou não para a destituição de Dilma Rousseff. Entretanto a lenda mundial do Futebol, o Brasileiro Pelé teme que o escândalo da corrupção prejudique a imagem do Brasil, a poucos meses dos jogos olímpicos.

  • Brasil à espera da decisão sobre destituição de Dilma
    3:36

    Crise no Brasil

    O Governo de Dilma Rousseff aposta tudo nas conversações que decorrem na Câmara dos Deputados, para recolher apoios que impeçam a destituição da Presidente. Os analistas ouvidos pela SIC acreditam que este pode ser o princípio do fim da Presidente brasileira. Muitos dos elementos que vão decidir sobre a votação da destituição estão envolvidos em casos de corrupção.

  • Lula minimiza aprovação do processo de destituição de Dilma
    2:13

    Crise no Brasil

    O processo de destituição da Presidente do Brasil vai ser votado no próximo domingo. A comissão que analisou o pedido de "impeachment" considera que há graves indícios do crime de responsabilidade por parte de Dilma Rousseff. Publicamente, Lula da Silva voltou a defender a Presidente, que vê ainda mais ameaçada a continuidade no Governo.

  • Rui Cardoso diz que Brasil vive "era da incerteza"
    2:28

    Edição da Manhã

    O processo de destituição de Dilma Rousseff foi aprovado na comissão parlamentar especial de Brasília e o parecer segue agora para votação no plenário da Câmara que começa na sexta feira e espera-se que dure até domingo. Rui Cardoso, diretor do Courrier Internacional e editor de internacional do Expresso, esteve na Edição da Manhã desta terça-feira para analisar a crise política no Brasil.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.