sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Processo de destituição de Dilma avança, votação finalizada no domingo

A comissão parlamentar especial de Brasília aprovou um parecer favorável ao processo de destituição da Presidente brasileira Dilma Roussef. O parecer segue agora para votação no plenário da Câmara dos Deputados do Brasil, que começa na sexta feira e espera-se que dure até domingo.

Dilma inaugurou ontem a piscina olímpica no Rio de Janeiro

Dilma inaugurou ontem a piscina olímpica no Rio de Janeiro

© Ricardo Moraes / Reuters

Em declarações aos jornalistas esta segunda-feira à noite, após a votação do pedido de destituição na comissão especial da Câmara dos Deputados criada para o efeito, com 38 votos a favor e 27 contra, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, disse que o processo será iniciado na sexta-feira e finalizado no domingo.

O responsável máximo na Câmara dos Deputados fez também saber que se reunirá hoje com os líderes dos partidos para definir o processo de discussão e votação.

Na quarta-feira, o documento será publicado no Diário Oficial da Casa e na sexta-feira a sessão começará com intervenções dos autores do pedido e da defesa, iniciando-se a seguir uma discussão entre os deputados.

A previsão do presidente da câmara baixa é que as discussões na sexta-feira e no sábado se arrastem pela madrugada, para que no domingo a votação ocorra durante o dia.

Questionado sobre o resultado da votação desta segunda-feira, Eduardo Cunha limitou-se a dizer: "Não tenho que achar nada" e "não tem nenhuma surpresa".

São necessários os votos de pelo menos 342 dos 513 deputados da Câmara para o documento passar no plenário e para o Senado ser autorizado a abrir o processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff.

Para arquivar o pedido, a chefe de Estado precisa do apoio de 172 deputados, entre votos a favor, faltas e abstenções.

Com Lusa

  • Cristas acusa Costa de mentir sobre acordo da concertação social
    3:01

    Economia

    A presidente do CDS acusou esta terça-feira o primeiro-ministro de mentir no debate quinzenal, ao dizer que o acordo da concertação social já estava assinado. Foi o momento mais aceso, com Assunção Cristas a dizer que António Costa não tem condições para chefiar o Governo.

  • Trump prestará juramento com a duas bíblias

    Mundo

    Donald Trump prestará juramento, na próxima sexta-feira, como o 45.º Presidente dos Estados Unidos, usando duas Bíblias - a sua, oferecida pela sua mãe, e a que Abraham Lincoln usou na sua posse, há 150 anos.

  • Esta foto pode salvar a sua vida

    Mundo

    Podemos até estar familiarizados com os sinais do cancro da mama, mas quando se trata de identificar sintomas visuais nos nossos próprios seios, já não é tão fácil. Por isto, uma designer resolveu mostrar como descobrir sinais através de uma ajuda improvável: limões.

    Rita Ferro Alvim