sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Lula da Silva diz que se Temer quer chegar a Presidente deve ir a eleições

O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva disse este sábado em Brasília, num discurso contra a impugnação da Presidente Dilma Rousseff, que se o vice-presidente, Michel Temer, quer ser Presidente que lute nas eleições.

© Stringer . / Reuters

"Para eu chegar a Presidente da República, perdi três eleições. (...) Se Temer quer ser candidato, que não tente através do golpe", disse Lula da Silva, perante manifestantes no centro de Brasília.

O ex-Presidente sublinhou que "parece que a elite brasileira não gosta muito de democracia" e lembrou os tempos árduos em que a sua geração lutou pelo regime democrático no país.

"Não vamos sair do Brasil, não vamos nos exilar (...) Nunca nos irão ver a pregar a discórdia", vincou, fazendo a distinção entre o seu partido e os opositores.

Num discurso voltado para a oposição, Lula da Silva continuou: "Não adianta carregar a bandeira amarela e dizer que é mais brasileiro que nós. Se qualquer um desses cortar o dedo, quero saber se vai sair sangue amarelo. A nossa democracia aceita a diferença. A deles, não. Na deles, se o pobre sobe um degrau, incomoda".

O ex-chefe de Estado e mentor político da atual Presidente confessou também a dificuldade em conquistar aliados contra o processo de 'impeachment' na reta final antes da votação do pedido de 'impeachment' (impugnação) na Câmara dos Deputados, agendada para domingo.

"Só temos 513 votos para conquistar. Precisamos conquistar metade desses 513 votos. Ou não os deixar conquistar 342. Então é uma guerra de sobe e desce. Parece a bolsa de valores", disse.

Num último esforço para tentar somar os votos necessários para barrar o pedido de afastamento de Dilma Rousseff, Lula da Silva referiu que ainda tem de conversar com governadores para ajudar ao processo.

O pedido de destituição do cargo tem como base as chamadas "pedaladas fiscais", atos ilegais resultantes da autorização de adiantamentos de verbas de bancos para os cofres do Governo para melhorar o resultado das contas públicas.

Se o pedido de impugnação de Dilma for aprovado na Câmara dos Deputados e, depois, no Senado, o vice-presidente, Michel Temer, assumirá interinamente o cargo.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.