sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Cunha pede celeridade ao Senado na apreciação do processo contra Dilma

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, disse ontem, depois da aprovação do andamento do processo de destituição de Dilma Rousseff, que o Senado deve acelerar a apreciação da denúncia.

Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados.

Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados.

© Ueslei Marcelino / Reuters

O líder da Câmara, que também é um opositor declarado do Governo, considerou que o Brasil estará paralisado até ao julgamento final do pedido de destituição de Dilma Rousseff.

"O desfecho é muito importante, seja o Senado aprovar ou não. O que não vai poder permitir é uma incerteza dessas. Quanto mais tempo se levar para decidir no Senado, a situação vai piorar", declarou Eduardo Cunha, citado pela Agência Brasil.

Cunha disse que pretende levar pessoalmente ao presidente do Senado, Renan Calheiros, o parecer pela admissibilidade do afastamento de Dilma Rousseff.

"O país passa por sérias dificuldades, a presidente perdeu as condições de governabilidade já faz tempo, perdeu todo e qualquer escrúpulo nesse feirão que foi feito para tentar comprar votos de toda a maneira e chegou ao fundo do poço", afirmou.

O parlamentar, que é réu no Supremo Tribunal Federal e está a ser investigado na comissão de ética da Câmara dos Deputados, também foi alvo de críticas de deputados pró-governo e até de alguns membros da oposição durante a votação.

"Estou apenas fazendo o meu trabalho. Eles achavam que criariam algum constrangimento que impedisse que a votação continuasse porque eu iria comprar a briga. Meu papel não tem personalidade. O papel do presidente é o presidente, não é o Eduardo Cunha", concluiu.

Cunha presidiu, no domingo, à sessão plenária da Câmara dos Deputados na qual a oposição aprovou a abertura do processo de destituição de Dilma Rousseff.

Agora, o processo segue para o Senado, que pode o aceitar ou arquivar.

Se for aprovado, o vice-Presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB), assume a Presidência da República provisoriamente por 180 dias, ocupando o cargo até o processo contra a chefe de Estado ser julgado em definitivo.

Se for condenada, Dilma Rousseff é afastada definitivamente, perdendo também o direito de ocupar cargos públicos por oito anos.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Este foi provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC