sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Governo confia no Senado para travar destituição

O ministro-chefe do gabinete da Presidente do Brasil, Jaques Wagner, disse hoje que confia nos senadores para travarem o pedido de destituição de Dilma Rousseff, um processo que ameaça "interromper 30 anos de democracia".

Dilma Rousseff com Jaques Wagne, ministro-chefe do gabinete da presidência do Brasil.

Dilma Rousseff com Jaques Wagne, ministro-chefe do gabinete da presidência do Brasil.

© Adriano Machado / Reuters

"Confiamos nos senadores e esperamos que seja dada maior possibilidade para que ela apresente a sua defesa, e que lhe seja aplicada justiça. Acreditamos que o Senado, que representa a federação, possa observar com mais nitidez as acusações contra a Presidente, uma vez que atingem também alguns governadores de Estado", disse.

Jaques Wagner qualificou como um "retrocesso" a decisão dos deputados que hoje aprovaram o pedido de 'impeachment' (impugnação) da Presidente.

A Câmara dos Deputados do Brasil aprovou, esta madrugada, o pedido de afastamento de Dilma Rousseff do cargo de Presidente por 367 votos a favor e 137 contra, sete abstenções e duas ausências. O processo segue agora para o Senado.

Para o governante, a decisão da Câmara dos Deputados "ameaça interromper 30 anos de democracia no país", porque Dilma Rousseff não cometeu nenhum crime de responsabilidade.

A possibilidade de impugnação do mandato de Dilma Rousseff surgiu na sequência da revelação das chamadas "pedaladas fiscais", atos ilegais resultantes da autorização de adiantamentos de verbas de bancos para os cofres do Governo para melhorar o resultado das contas públicas.

"Foi uma página triste virada pelos deputados que concordaram com argumentos frágeis e sem sustentação jurídica do relatório do deputado Jovair Arantes", afirmou, numa nota citada pela imprensa brasileira.

O processo, considerou, foi "orquestrado por uma oposição que não aceitou a derrota nas últimas eleições, e que não deixou a Presidente governar, boicotando suas iniciativas e a retomada do desenvolvimento do país".

"Os deputados fecharam os olhos às melhorias dos últimos 12 anos, aos avanços, à inclusão social, índices históricos de crescimento económico e à redução da pobreza", lamentou.

Se o Senado aprovar o processo, a Presidente é temporariamente afastada do cargo, sendo substituída pelo vice-presidente, Michel Temer.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.