sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

FMI diz que o Brasil está "atolado numa recessão profunda"

O Brasil está "atolado numa recessão profunda" devido aos problemas económicos e políticos, alertou hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI) num relatório divulgado na Cidade do México.

© Ueslei Marcelino / Reuters

No início do mês, o FMI anunciou que a economia brasileira deverá sofrer uma contração de 3,8% este ano e deverá estagnar em 2017.

A previsão anterior, divulgada em janeiro, apontava para uma queda de 3,5%.

Os dados fazem parte de um estudo do FMI sobre a América Latina, segundo o qual a economia da região deve sofrer uma contração de 0,5% em 2016, marcando dois anos seguidos de crescimento negativo pela primeira vez desde a crise da dívida de 1982 e 1983.

O Fundo alertou também que "uma deterioração mais profunda da situação no Brasil poderia levar a uma reavaliação repentina de projetos regionais, a uma redução da demanda de exportações entre parceiros comerciais na região e a um aumento na perceção de risco".

Entre os "vários riscos de deterioração", as perspetivas regionais estão particularmente vulneráveis a uma desaceleração da economia chinesa maior que o esperado, dado que o país asiático é o destino de entre 15% a 25% das exportações do Brasil, Chile, Peru, Uruguai e Venezuela, segundo o FMI.

O Brasil enfrenta momentos de incerteza política, com a Presidente Dilma Rousseff a ser alvo de um processo de destituição do cargo, que não ajudam a enfrentar a recessão económica, o aumento do desemprego e a inflação.

Lusa

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.