sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Onze senadores pedem renúncia de Dilma Rousseff e querem novas eleições

Onze senadores de vários partidos escreveram uma carta à Presidente brasileira, Dilma Rousseff, pedindo a sua renúncia do cargo e a convocação de novas eleições.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Apelamos à vossa excelência em favor de uma posição altiva de apoio a uma saída da crise pelo voto popular, para que se reconheça a gravidade do momento e se coloque à disposição do povo brasileiro, acatando soberana decisão do Congresso Nacional pela convocação de novas eleições presidenciais", lê-se na carta.

A missiva foi entregue hoje por três senadores ao ministro-chefe do gabinete pessoal da Presidência, Jaques Wagner.

Segundo a assessoria da Casa Civil da Presidência da República, o documento é assinado também por um senador do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), formação a que pertence o vice-Presidente, Michel Temer, o qual deverá assumir temporariamente a Presidência se o pedido de destituição de Dilma Rousseff passar no Senado,

De acordo com a mesma fonte, o ministro "concordou em discutir com a Presidente Dilma Rousseff o apoio à proposta de emenda constitucional que antecipa as eleições presidenciais para o próximo mês de outubro", que "recebeu apoio de 33 senadores".

Os autores da carta acrescentam que a proposta "tem o condão de unificar o país, para sairmos do impasse que paralisa a economia e impõe incertezas ao Brasil e aos brasileiros pelo que se desenha no processo de 'impeachment' [destituição], que se arrasta no Congresso Nacional e pode agravar ainda mais esse cenário".

Após o encontro, o senador Randolfe Rodrigues (do partido Rede), citado pela assessoria da Casa Civil, relatou que a proposta foi apresentada ao plenário do Senado, na quarta-feira, bem como ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Outra proposta em estudo é a convocação de uma votação para decidir se a população quer manter ou não o governo de Dilma Rousseff e do vice-Presidente Michel Temer.

Segundo Randolfe Rodrigues, ainda há "espaço em setores do Congresso para propor à Presidente que, por meio de um projeto de resolução, sugira um referendo simultâneo às eleições municipais de outubro sobre a continuidade ou não do mandato de Dilma".

No entanto, a assessoria refere que a equipa da Presidente Dilma Rousseff "sempre avaliou que a proposta de antecipar as eleições não deveria partir formalmente do governo, que demonstraria assim fraqueza no atual processo do impeachment".

Depois de ter sido aprovado na Câmara dos Deputados, por 367 votos a favor e 137 contra, no passado dia 17, o processo de destituição de Dilma Rousseff encontra-se agora na câmara alta do Congresso Nacional, onde basta apenas uma maioria simples (41 dos 81) dos senadores para ser aprovado.

O pedido de afastamento da Presidente Dilma Rousseff baseia-se nas chamadas "pedaladas fiscais", que dizem respeito ao atraso na transferência de dinheiro devido pelo Governo aos bancos para melhorar as contas públicas.

Outra acusação diz que a Presidente autorizou despesas extras sem a aprovação do Congresso, ação que viola a lei do orçamento.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.