sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Governo vai pedir anulação do processo de destituição de Dilma

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou hoje que vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro a anulação do processo de destituição contra Dilma Rousseff após o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

© Adriano Machado / Reuters

A declaração foi feira antes de Cardozo iniciar a defesa da Presidente no Senado (câmara alta parlamentar) na comissão especial criada para analisar o pedido de destituição.

"Nós já estamos pedindo. A decisão do STF mostra que Eduardo Cunha agia em desvio de poder", declarou o defensor do Governo.

Hoje de manhã um juiz do STF determinou o afastamento do mandato de deputado federal de Eduardo Cunha através de uma providência cautelar, que ainda pode ser contestada, a partir de um pedido feito pela Procuradoria-Geral da República, que alega que o presidente da Câmara dos Deputados usa o cargo em "interesse próprio".

Citando esta decisão, Cardozo disse que o deputado usou o poder exclusivo do cargo de presidente da Câmara dos Deputados (câmara baixa) para aceitar a denúncia contra a chefe de Estado por vingança.

"A decisão do Supremo mostra de forma indiscutível que Eduardo Cunha agiu em desvio de poder. Agia para obstaculizar a sua própria investigação. É o que aconteceu no processo do impeachment", explicou.

Cardozo já havia declarado inúmeras vezes durante a defesa da Presidente que Cunha ameaçou o Governo dizendo que abriria o processo de destituição se não tivesse votos favoráveis no seu caso, numa outra comissão parlamentar que analisa a cassação do seu mandato na câmara.

No mesmo dia em que esta comissão aprovou a continuação do processo de Cunha, o deputado federal aceitou a denúncia contra Dilma Rousseff.

Adversário do Governo, Cunha foi um dos principais personagens que atuou em favor da aprovação do processo de destituição da Presidente no Congresso.

Além de aceitar a denúncia que atualmente está no Senado, Eduardo Cunha comandou a sessão da câmara em que foi aprovada a denúncia contra a chefe de Estado brasileira.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano