sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Câmara dos Deputados recua e aprova destituição de Dilma Rousseff

O presidente interino da Câmara dos Deputados do Brasil revogou a decisão que anulou a sessão de destituição da Presidente Dilma Rousseff, refere hoje uma nota oficial de Waldir Maranhão.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Comunico que revoguei a decisão por mim proferida em 09 de maio de 2016, por meio da qual foram anuladas as sessões de plenário da Câmara dos Deputados ocorridas nos dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre a Denúncia por Crime de Responsabilidade", lê-se no documento emitido por Waldir Maranhão.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o documento de Maranhão "revoga a sua própria decisão" de anular a sessão da Câmara dos Deputados que autorizou a abertura do processo de destituição da chefe de Estado.

Segundo o jornal brasileiro trata-se de um revés para Dilma Rousseff, que pretendia usar a decisão de Maranhão para solicitar ao Supremo Tribunal a paragem do processo de destituição.

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite