sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Manifestantes anti destituição ocupam consulado do Brasil em Buenos Aires

Um grupo de brasileiros residentes na Argentina ocupou esta quarta-feira o consulado do Brasil em Buenos Aires para protestar contra o processo de impeachment (destituição) da Presidente Dilma Rousseff.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Empunhando faixas, os manifestantes fizeram uma performance artística dentro do edifício, pedindo às autoridades que "não reconheçam governos que não tenham sido eleitos pelo voto popular", descreve a Agência Brasil.

"Eu ainda não votei. Nas últimas eleições eu já tinha idade para votar, mas o medo de me envolver com a política era maior", disse um estudante de 17 anos, o mais jovem do grupo, lendo um manifesto.

O jovem referiu estar ali para levantar a sua voz "contra o golpe, contra a rutura democrática e contra a perda de direitos" que o povo brasileiro "conquistou e que merece o direito de manter".

Também para hoje, está marcada uma marcha pelo centro da cidade até à embaixada do Brasil para protestar contra o pedido de afastamento de Dilma Rousseff.

A marcha é organizada pela Frente Argentina para a Democracia no Brasil, formada por partidos políticos e organizações sociais de esquerda.

As iniciativas ocorrem no dia em que os senadores votam o relatório com o pedido de afastamento da Presidente, que deverá ser aprovado, à semelhança do que aconteceu na Câmara dos Deputados a 17 de abril.

Caso seja aprovado, Dilma Rousseff será afastada do cargo por um período de até 180 dias para ir a julgamento, e o seu vice-Presidente, Michel Temer, que já prepara governo, assumirá interinamente a Presidência.

Lusa

  • Sondagens apontam que destituição de Dilma será aprovada
    2:34

    Operação Lava Jato

    O senado brasileiro vota, esta noite, na destituição de Dilma Rousseff. Cada senador tem 10 a 15 minutos para falar e basta o voto favorável de 41 dos 81 senadores para que a destituição seja aprovada, tal como apontam as sondagens. A aprovação do senado implica o afastamento imediato da Presidente que se diz injustiçada. A correspondente da SIC, Ivani Flora, acompanha os últimos acontecimentos no Brasil.

  • Supremo rejeita recurso de Dilma contra destituição
    2:38

    Operação Lava Jato

    O Supremo Tribunal brasileiro rejeitou há pouco o recurso pedido por Dilma Roussef contra a destituição. Era a última esperança da Presidente do Brasil. O senado brasileiro está neste momento a discutir o processo de impedimento de Dilma. A votação final deverá acontecer por volta das duas da madrugada, em Lisboa. Todas as sondagens apontam para a aprovação e a confirmarem-se, Dilma será de imediato suspensa do cargo.

  • "Estamos a investir na nossa própria desgraça"
    0:37
  • Saída dos EUA do acordo de Paris é "uma vergonha"

    Mundo

    O ex-secretário de Estado norte-americano John Kerry considerou esta terça-feira "uma vergonha" a decisão do Presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do acordo do clima de Paris, garantindo que o povo não acompanha esse gesto de "autodestruição".

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43