sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Ban Ki-moon pede "calma e diálogo" e confia que o Brasil honrará a democracia

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu esta quinta-feira, dia em que Dilma Rousseff foi temporariamente afastada da Presidência, "calma e diálogo" e mostrou confiança de que o Brasil honrará os processos democráticos.

© Brendan McDermid / Reuters

Segundo um comunicado divulgado esta quinta-feira pela ONU em Nova Iorque, Ban Ki-moon "tem seguido de perto os acontecimentos recentes no Brasil" e "pede calma e diálogo entre todos os setores da sociedade".

"Ele confia que as autoridades do país vão honrar os processos democráticos do Brasil, aderindo ao Estado de Direito e à Constituição", lê-se na nota enviada aos jornalistas.

De acordo com o mesmo documento, o secretário-geral das Nações Unidas "está grato pelas importantes contribuições do Brasil para o trabalho das Nações Unidas".

O comunicado foi divulgado após o Senado brasileiro ter aprovado o pedido de destituição da Presidente Dilma Rousseff, que tem repetido ser vítima de um golpe da oposição e que não cometeu nenhum crime de responsabilidade.

Na sequência da aprovação do impeachment, Dilma Rousseff foi afastada por um período de até 180 dias para ir a julgamento, e o vice-Presidente, Michel Temer, assumiu interinamente os destinos do país.

Lusa

  • Dilma diz-se vítima de "fraude" e de "golpe"
    1:10

    Crise no Brasil

    Dilma Rousseff voltou hoje a repetir que está a ser vítima de fraude e de um golpe político. Na declaração ao país, a Presidente brasileira agora afastada acusou a oposição de sempre a ter tentado destituir, criando instabilidade política e impedindo o desenvolvimento económico do Brasil.

  • "O que está em jogo é o futuro do Brasil"
    1:04

    Crise no Brasil

    Dilma Rousseff, a Presidente brasileira com mandato suspenso depois de hoje ter sido afastada temporariamente do cargo pelo Senado, pediu ao povo para se manter mobilizado em defesa da democracia. Em tom quase de campanha, fez já um balanço dos últimos anos de governação do PT e disse que o que está em jogo no processo de destituição, é antes de mais, o respeito pelo presente, pelo passado e pelo futuro do Brasil.

  • Vale tudo no protesto contra o impeachment

    Crise no Brasil

    Por todo o Brasil há protestos contra e a favor da destituição de Dilma Rousseff. Este homem, conta a imprensa brasileira, está contra o afastamento da Presidente do país e decidiu mostrá-lo, no calor da noite brasileira. Aconteceu na esplanada dos ministérios na capital do país. A fotografia que, por esta altura, corre mundo via Twitter está a ser alvo de piadas e trocadilhos.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".