sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Confrontos entre polícia e manifestantes na noite do afastamento de Dilma

Confrontos entre polícia e manifestantes na noite do afastamento de Dilma

Apoiantes e opositores da destituição de Dilma Rousseff manifestaram-se nas ruas. Numa das manifestações, em São Paulo, houve mesmo confrontos com a polícia. As autoridades usaram gás lacrimogéneo para dispersar a multidão. Uma pessoa ficou ferida e várias foram detidas nos protestos.

  • O ponto da situação política brasileira
    3:13

    Crise no Brasil

    A correspondente da SIC no Brasil, Ivani Flora, faz um balanço da atual situação política brasileira. Como está a ser este período de transição? Quais são as expectativas para o presidente interino? Quais são os maiores desafios para o Brasil neste momento?

  • Quem é Dilma Rousseff ?
    1:35

    Crise no Brasil

    Dilma Roussef chegou ao poder em 2011 depois de muitos anos na sombra do antigo presidente, Lula da Silva. Foi marxista, esteve presa, foi torturada durante a ditadura e tornou-se a primeira mulher a assumir a Presidência de um dos maiores e mais populosos países do mundo.

  • "Joguem à bola"
    1:35

    Desporto

    Cerca de uma centena de adeptos do Sporting esperaram até perto das 3:00 pela chegada da equipa ao estádio de Alvalade. Depois da eliminação da Taça de Portugal, em Chaves, foi necessário o reforço policial para garantir a segurança da comitiva leonina.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Obama encurta pena de delatora do Wikileaks
    1:45
  • Putin sai em defesa de Trump
    2:29

    Mundo

    Vladimir Putin já saiu em defesa de Donald Trump e diz que houve uma tentativa de minar o Presidente eleito dos Estados Unidos, através de um alegado relatório, atribuido à espionagem russa. Putin diz que o relatório é falso.