sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Um ferido e várias detenções em protestos contra destituição de Dilma

galeria de fotos

Confrontos entre manifestantes antidestituição da Presidente Dilma Rousseff e a Polícia Militar no centro de Brasília deixaram, na quarta-feira à noite, um ferido e levaram ainda a três detenções.

© Paulo Whitaker / Reuters

© Paulo Whitaker / Reuters

© Paulo Whitaker / Reuters

© Paulo Whitaker / Reuters

© Paulo Whitaker / Reuters

© Paulo Whitaker / Reuters

Felipe Dana/ AP

Felipe Dana

Felipe Dana/ AP

Felipe Dana/ AP

Os confrontos ocorreram numa altura em que os senadores se encontram reunidos no Congresso Nacional para votar o pedido de 'impeachment' (destituição) da Presidente, que irá ditar o futuro político de Dilma Rousseff.

Manifestantes arremessaram pedras e outros objetos contra os agentes policiais e também fogo-de-artifício, ao que a Polícia Militar respondeu com gás lacrimogéneo, provocando os confrontos, mostram as imagens televisivas.

Segundo o jornal Correio Brasiliense, três homens foram detidos pelas agressões à Polícia Militar e um precisou de socorro dos bombeiros por causa do gás.

De acordo com a Secretaria de Segurança citada pelo mesmo jornal, encontram-se cerca de 5.000 manifestantes na Esplanada dos Ministérios, 4.000 contrários ao 'impeachment' e mil a favor.

De acordo com o diário Estado de São Paulo, a confusão aconteceu quando os manifestantes tentaram derrubar a divisória instalada no meio da principal avenida da capital brasileira para separar os grupos favoráveis e contrários ao afastamento de Dilma Rousseff.

No Rio de Janeiro, também houve conflitos entre manifestantes em dois momentos diferentes, com ambos os grupos a reclamarem o direito de protestar na Cinelândia, segundo o portal de Internet UOL.

Um dos confrontos começou quando um manifestante fantasiado de Batman, favorável ao 'impeachment', decidiu provocar os que defendiam o contrário, passando no meio deles.

Em São Paulo, um homem foi detido, após uma contenda com um grupo que apoia o 'impeachment', por violência e desacato à autoridade, de acordo com o UOL.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24