sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Dilma condena reação do Governo interino a críticas internacionais

Dilma Rousseff, Presidente brasileira com mandato suspenso, condenou esta segunda-feira a reação do Governo interino às críticas dos países latino-americanos ao seu processo de destituição e agradeceu a "solidariedade" que tem recebido "do mundo inteiro".

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Forças partidárias, como as que pretendem agora conduzir a política externa brasileira - tradicionalmente submissas às grandes potências - não têm autoridade política ou moral para invocar o princípio da soberania, sobretudo quando têm costumeiramente praticado a ingerência nos assuntos internos de outros países da região", disse, num texto publicado nas redes sociais com o título "O mundo preocupado com o golpe no Brasil".

Dilma Rousseff reagiu ao facto de o Ministério das Relações Exteriores ter repudiado a posição de alguns Governos da região e do secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Ernesto Samper.

As críticas ao impeachment revelam, na visão de Dilma Rousseff, "a preocupação de que essas práticas, travestidas de legalidade, possam se espalhar por outras partes do mundo, especialmente na América Latina", promovendo a desestabilização de governos legítimos", e revertendo "grandes conquistas sociais e democráticas".

Segundo a Presidente com mandato suspenso, "povos da América Latina estão também preocupados com as ameaças que o novo ministro recorrentemente fez ao Mercosul".

Dilma Rousseff referia-se ao facto de o chefe da diplomacia brasileira interino, José Serra, ser um crítico da Mercosul, considerando um dos principais blocos económicos de que o Brasil faz parte é um "delírio megalomaníaco".

A líder temporariamente afastada do cargo denunciou ainda a "disposição" de José Serra para "estabelecer acordos económicos e comerciais profundamente lesivos ao interesse nacional".

No mesmo texto, Dilma Rousseff mostrou também gratidão à "solidariedade" que tem recebido "do mundo inteiro" contra o processo de 'impeachment', que qualificou de "farsa jurídica".

Dilma Rousseff foi temporariamente afastada do cargo na sequência da aprovação de um pedido de 'impeachment' no Congresso na quinta-feira, por suspeitas de irregularidades orçamentais, com despesas não autorizadas.

Enquanto decorre o julgamento, que não poderá exceder um período de 180 dias, Michel Temer, até agora vice-presidente, assumiu os destinos do país.

A líder brasileira só será afastada definitivamente se for condenada por uma maioria de dois terços dos senadores.

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.