sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Milhares de brasileiros voltam a protestar contra novo governo e Presidente

Milhares de brasileiros concentraram-se hoje em São Paulo e no Rio de Janeiro em protesto contra o processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff, substituída interinamente por Michel Temer na chefia do Estado.

© Nacho Doce / Reuters

Convocados por diversas organizações sociais, como o Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST), a União das Juventudes Socialistas (UJS) e a Central Única de Trabalhadores (CUT), os brasileiros voltaram a demonstrar o seu descontentamento com a atual situação política do país.

No Rio de Janeiro, ao início da tarde, os manifestantes concentraram-se na Praça da Candelária, no centro da cidade.

O protesto pretendia inicialmente exigir ao presidente interino o restabelecimento do Ministério da Cultura, que foi extinto e passou a depender da pasta da Educação na sequência da reforma ministerial de Temer, que optou por reduzir o número de ministérios de 31 para 24, para cortar nas despesas públicas.

Após um coro de críticas e uma vaga de ocupação de instalações públicas por todo o país em protesto contra esta medida, o novo governo anunciou no sábado o regresso de um Ministério da Cultura, que será dirigido por Marcelo Calero.

Apesar desta medida, os manifestantes decidiram manter o protesto previsto, alterando o seu objetivo inicial pela palavra de ordem "Temer nunca mais; resistir nas ruas pelos direitos", uma forma de rejeitar a legitimidade do novo executivo.

Michel Temer é presidente interino do Brasil depois de Dilma Rousseff ter sido afastada temporariamente pelo Senado (câmara alta), no passado dia 12, por um prazo máximo de 180 dias, por suspeitas de irregularidades orçamentais, com despesas não autorizadas.

Durante este período, o Senado irá julgar Dilma Rousseff num processo presidido por um juiz do Supremo Tribunal de Justiça, mas a chefe de Estado só será afastada definitivamente se for condenada por uma maioria de dois terços dos eleitos naquele órgão.

Lusa

  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada.

  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01

    País

    Dezassete anos depois, Lisboa vai ter as primeiras salas de consumo assistido, vulgarmente conhecidas como salas de chuto. O objetivo é apoiar os mais de 1400 toxicodependentes sinalizados e evitar a propagação de doenças.

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC