sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Filho de Lula da Silva terá recebido ilegalmente 2,5M€

Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, terá recebido 10 milhões de reais (2,5 milhões de euros) de um esquema de corrupção, noticiou hoje o jornal O Estado de S. Paulo.

© Paulo Whitaker / Reuters

Os investigadores da Operação Zelotes, que apura denúncias sobre a venda de medidas provisórias nos governos de Lula da Silva e Dilma Rousseff, teriam descoberto que uma empresa de Luís Cláudio recebeu dinheiro de uma das companhias beneficiadas do esquema de forma suspeita.

A reportagem informa que o dinheiro foi descoberto pelas autoridades policiais após a quebra do sigilo bancário do Luís Cláudio e da empresa da qual ele é sócio, a LFT Marketing Esportivo.

A suspeita é que o ex-Presidente teria indicado empresas para contratar a firma do filho e assim branquear capitais pagos como suborno em troca das medidas provisórias.

A defesa do ex-Presidente brasileiro enviou uma nota à Lusa rebatendo as acusações e afirmou que Luís Cláudio não recebeu os valores indicados pelo jornal.

Segundo os advogados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins, a divulgação da reportagem configura mesmo um "crime contra a administração da Justiça".

"A empresa atua na organização do principal campeonato de futebol americano no país e, para tanto, aufere receitas através de patrocínio e venda de ingressos, como qualquer outra do setor. E foi para esta atividade canalizadas as verbas de patrocínio obtidas na legalidade", concluiu a defesa.

Lusa

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.