sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Sem-teto deixam acampamento junto ao prédio da Presidência em São Paulo

Elementos do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) começaram hoje a desfazer o acampamento montado na terça-feira, em frente ao prédio da Presidência da República em São Paulo.

© Paulo Whitaker / Reuters

O grupo prometia ficar no local até que o governo interino de Michel Temer retomasse as contratações de cerca de 11,5 mil moradias do programa Minha Casa, Minha Vida - Entidades, que visa tornar a habitação acessível às famílias organizadas em cooperativas habitacionais, associações e demais entidades privadas sem fins lucrativos.

O recuo dos manifestantes ocorreu após a confirmação do governo de que o programa será mantido.

"O Programa Minha Casa, Minha Vida será continuado sem qualquer interrupção. Os programas sociais são prioridade do governo interino de Michel Temer", informou o Ministério das Cidades numa nota enviada na terça-feira à Agência Brasil.

Na nota, lê-se que o programa será melhorado e ampliado, "na medida em que a economia permitir".

O grupo invadiu na terça-feira o edifício da Presidência em São Paulo, a que se seguiu uma intervenção policial em que vários agentes ficaram feridos e registaram-se seis detenções.

Lusa

  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".