sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Ex-senador brasileiro revela subornos a dirigentes próximos de Temer no caso Petrobras

O ex-senador brasileiro Sérgio Machado explicou à Justiça como foram pagos subornos de 70 milhões de reais (20 milhões de euros) a três altos dirigentes partidários próximos do Presidente interino do Brasil, Michel Temer.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Numa delação premiada (colaboração com a justiça em troca de redução de pena), o senador e ex-presidente da Transpetro, subsidiária da empresa estatal Petrobras, forneceu pormenores de pagamentos que fez ao presidente do Senado, Renán Calheiros, ao ex-Presidente brasileiro José Sarney e ao senador Romero Jucá, que foi nomeado por Temer para ministro do Planeamento, mas que teve de renunciar ao cargo poucos dias depois da divulgação das primeiras denúncias do delator.

Os três citados são dirigentes do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que sustenta o atual governo brasileiro, depois do afastamento de Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores - PT), num processo de 'impeachment' (destituição) que está a ser julgado pelo Congresso.

A maior fatia dos subornos (30 milhões de reais) terá sido entregue ao presidente do Senado, Renán Calheiros.

Este político é considerado "o padrinho político" de Sérgio Machado e o principal suporte para que este se tenha mantido na liderança da subsidiária da Petrobras durante mais de 10 anos.

Sérgio Machado foi nomeado presidente da Transpetro depois de Luiz Inácio Lula da Silva ter chegado ao poder em 2003 e manteve-se no cargo até 2015, o primeiro ano do segundo mandato de Dilma Roousseff, quando renunciou devido a denúncias de que participou na rede que desviou recursos da Petrobras.

De acordo com o Machado, Sarney recebeu 20 milhões de reais e Jucá outros 20 milhões em subornos pelo favorecimento de contratos adjudicados à Transpetro.

O ex-senador brasileiro Sérgio Machado também citou como beneficiários da corrupção outros dirigentes do PMDB como o ex-ministro das Minas e Energia Edisao Lobao.

Sérgio Machado tornou-se numa figura importante das investigações de corrupção na Petrobras há duas semanas, quando gravações feitas secretamente por ele, de conversas de elementos que integravam a cúpula do PMDB, indicaram a tentativa de obstruir as investigações na petrolífera estatal brasileira.

A divulgação de partes destas gravações levou à demissão de dois ministros do governo interino do Presidente Michel Temer.

A delação premiada (troca de informações por redução de pena) de Sérgio Machado foi validada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Os depoimentos e as provas entregues ao Ministério Público Federal (MPF) ainda estão a ser analisados.

Lusa

  • Moção de censura "dá voz à indignação de muitos portugueses"
    1:13

    País

    O CDS entregou, no gabinete do presidente da Assembleia da República, a moção de censura ao Governo. O deputado Nuno Magalhães diz que o documento é a voz de todos os portugueses que ficaram indignados com a falência dos serviços do Estado nos incêndios e acrescenta ainda que cabe agora aos partidos da esquerda avaliarem se houve falhas e se foram graves o suficiente para censurarem o Governo.

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • Tondela corta relações institucionais com Belenenses

    Desporto

    O Tondela anunciou esta quinta-feira o corte de relações institucionais com o Belenenses, que vai defrontar no domingo para a nona jornada da I Liga de futebol, na sequência do diferendo pelo não adiamento do jogo devido aos incêndios.

  • SC Braga recebe o Ludogorets
    2:03

    Liga Europa

    O Sporting de Braga recebe hoje o Ludogorets. Abel Ferreira destaca a capacidade física e ofensiva do adversário e quer um Braga a jogar com intensidade para vencer o atual campeão da Bulgária.