sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

PGR pede que investigação contra Lula passe para juiz da Lava Jato

O procurador-geral da República do Brasil pediu na sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) para enviar ao juiz Sérgio Moro uma investigação relativa à suposta participação do ex-Presidente Lula da Silva em esquemas de corrupção.

© Nacho Doce / Reuters

Sérgio Moro, da Justiça Federal do Paraná, conduz a operação Lava Jato, que apura desvios milionários de dinheiro da petrolífera estatal brasileira Petrobras.

O juiz, considerado muito severo, desperta temor entre os políticos brasileiros, por já ter condenado dezenas de pessoas, incluindo empresários poderosos, envolvidos nos casos de corrupção da petrolífera.

A acusação contra Lula da Silva que pode ser transferida do STF para o juiz do Paraná baseia-se em declarações do ex-senador Delcídio do Amaral, que disse, num depoimento, que o ex-Presidente tentou evitar que um delator colaborasse com a Operação Lava Jato.

O procurador-geral, Rodrigo Janot, também pediu que investigações contra o próprio Delcídio Amaral sejam remetidas para Moro, já que o ex-senador perdeu o foro privilegiado (prerrogativa constitucional do Brasil que diz que os parlamentares só podem ser julgados e investigados pelo STF).

Esta é a primeira vez que a Procuradoria-Geral da República (PGR) solicita que um inquérito contra o ex-Presidente passe para as mãos de Sérgio Moro.

As outras investigações da Lava Jato contra Lula da Silva, que envolvem a suposta posse de uma quinta na cidade de Atibaia e de um apartamento de luxo no Guarujá, propriedades que o Ministério Público diz que são do ex-Presidente, mas que estão em nome de outras pessoas, continuam a ser analisadas no STF.

Em comunicado divulgado em sua página na internet, o Instituto Lula alegou que "o ex-Presidente já esclareceu ao Ministério Público, em depoimento no dia 7 de abril, que são falsas as afirmações do réu confesso Delcídio Amaral".

"E já respondeu a essa falsa denúncia, perante o Supremo Tribunal Federal, no dia 27 de maio", acrescenta.

A nota aponta, ainda, "a repetição dessa notícia, velha, requentada, no momento em que o Governo golpista de Michel Temer [Presidente interino] é repudiado pela população brasileira".

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.