sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Tribunal de Contas vê indícios de que Dilma cometeu irregularidades fiscais em 2015

O Tribunal de Contas da União (TCU), que fiscaliza os gastos do setor público, informou esta quarta-feira que encontrou indícios de irregularidades fiscais nas contas do Governo de Dilma Rousseff relativas a 2015.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Crimes fiscais são os argumentos centrais que sustentam o pedido de destituição contra a Presidente brasileira, que foi afastada do cargo pelo Senado (câmara alta parlamentar) no passado dia 12 de maio por um período até 180 dias.

Ela é acusada de ter promovido as chamadas "pedaladas fiscais" (atraso na transferência de dinheiro devido aos bancos públicos) e de ter aprovado medidas autorizando créditos sem o aval do Congresso.

Na sua defesa no processo de 'impeachment' (destituição), entre outros argumentos, a chefe de Estado sustenta que não poderia ser condenada já que as contas de 2015 não haviam sido julgadas pelo TCU.

O relatório divulgado esta quarta-feira, apesar de não ser uma análise final, indica que o TCU encontrou indícios de irregularidades nas contas de Dilma Rousseff.

"Constatou-se novamente concessão de crédito das entidades financeiras e ficou caracterizada a ocorrência de refinanciamento da dívida. Em 2015, a União incorreu em novas operações de crédito irregulares com essas instituições, reproduzindo o que foi feito anteriormente", disse o relator deste processo no TCU, José Múcio.

No seu parecer, José Múcio citou algumas concessões de crédito feitas à União em janeiro e em julho de 2015, através do Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), considerando que seriam operações de crédito e, portanto, ações proibidas pela Constituição brasileira.

Mesmo tendo apontado irregularidades, o relator informou que as contas do governo Federal no exercício de 2015 ainda não podem ser analisadas.

Ele disse que "vai comunicar ao Congresso Nacional que as contas prestadas pela Presidente Dilma não estão em condições de serem apreciadas pelo tribunal, em razão de irregularidades e possíveis distorções".

A análise das contas federais e o processo de destituição contra Dilma Rousseff no Senado são processos separados sem vinculação direta, apesar de tratarem do mesmo tema.

Após ser notificada das questões do TCU, a Presidente com mandato suspenso tem 30 dias para apresentar a sua defesa.

Em seguida, José Múcio fará uma nova análise das contas e poderá recomendar a reprovação ou aprovação. A previsão é de que isso ocorra em setembro.

Já o processo de destituição contra Dilma Rousseff no Senado ainda não tem uma data certa de encerramento, mas segundo as previsões da Comissão especial que analisa o caso, pode ser concluído em agosto.

Lusa

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.