sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Governo brasileiro empresta dinheiro ao Rio de Janeiro para evitar "mico"

O secretário executivo do Programa de Parcerias e Investimentos, Moreira Franco, disse hoje que o governo Federal vai emprestar dinheiro ao Rio de Janeiro para não passar vergonha internacional durante os jogos Olímpicos e Paralímpicos.

© Sergio Moraes / Reuters

"É necessário ajudar os servidores do Estado do Rio de Janeiro, não podemos pagar esse mico internacional. Assumimos compromissos para os Jogos Olímpicos na gestão anterior que não foram cumpridos", afirmou.

Na sexta-feira passada, a 49 dias do início dos Jogos, o governo do Rio de Janeiro decretou o "estado de calamidade" devido aos graves problemas financeiros que enfrenta.

Desde o final do ano passado, o Estado tem registado dificuldades em fazer os pagamentos devidos a trabalhadores e aposentados do setor público, e a manutenção de equipamentos de saúde, segurança e educação.

Questionado sobre o assunto, Moreira Franco, que estava num seminário sobre Segurança Jurídica e Governança na Contratação de Obras Públicas organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), classificou a situação do Rio de Janeiro como "terrível".

"Creio que o governo do Presidente interino Michel Temer não vai aceitar que nós brasileiros paguemos esse mico no momento em que a imagem do Brasil está muito ruim. Ele acredita que essas circunstâncias impõem uma atitude de Governo federal", reforçou.

Para estancar esta grave crise financeira, o Governo federal já anunciou que pretende enviar, nos próximos dias, 2,9 mil milhões de reais (760 milhões de euros) ao Rio de Janeiro através de uma transferência extraordinária.

O Programa de Parcerias e Investimentos depende organicamente do gabinete do Presidente da República Michel Temer.

Lusa

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.