sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Polícia brasileira prende ex-ministro em desdobramento da operação Lava Jato

A polícia brasileira prendeu hoje o ex-ministro Paulo Bernardo, que ocupou cargos na gestão da Presidente afastada, Dilma Rousseff, e do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva num desdobramento da operação Lava Jato.

Paulo Bernardo foi ministro do Planeamento no Governo de Lula da Silva, entre março de 2005 e janeiro de 2011.

Paulo Bernardo foi ministro do Planeamento no Governo de Lula da Silva, entre março de 2005 e janeiro de 2011.

© Ueslei Marcelino / Reuters

Paulo Bernardo foi ministro do Planeamento no Governo de Lula da Silva, entre março de 2005 e janeiro de 2011. Na gestão de Dilma Rousseff, foi deslocado para o Ministério das Comunicações, em que permaneceu até janeiro de 2015.

Bernardo é um dos alvos da operação Custo Brasil, cujo objetivo é apurar o pagamento de subornos, provenientes de contratos de prestação de serviços de informática, no valor de 100 milhões de reais (26 milhões de euros), entre os anos de 2010 e 2015.

De acordo com um comunicado divulgado pela Polícia Federal, há indícios de que funcionários do Ministério do Planeamento Orçamento e Gestão possam ter direcionado a contratação de uma empresa de prestação de serviços de tecnologia e informática para a gestão do crédito consignado na folha de pagamento de funcionários públicos federais com bancos privados.

"Foi verificado que 70% dos valores recebidos por essa empresa eram repassados a pessoas ligadas a funcionários públicos ou agentes públicos com influência no Ministério através de outros contratos - fictícios ou simulados", afirmou a Polícia Federal.

Os agentes também estão a realizar buscas na casa do ex-ministro e da sua mulher, a senadora Gleisi Hoffmann, do Partido dos Trabalhadores (PT), em Curitiba, e nas sedes do diretório do PT nas cidades de São Paulo e Brasília.

O ex-ministro da Previdência e da Secretaria da Aviação Civil Carlos Gabas e o jornalista Leonardo Attuch, dono do site "Brasil 247", também foram chamados a depor.

Desde o início da manhã, a operação Custo Brasil cumpre 11 mandados de prisão preventiva, 40 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de condução coercitiva, em quatro estados - São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco - e no Distrito Federal.

A polícia federal já informou que os investigados responderão, de acordo com as suas ações, pelos crimes de tráfico de influência, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com penas de dois a 12 anos de prisão.

A Operação Lava Jato investiga a corrupção e o desvio de fundos de várias empresas, incluindo a petrolífera Petrobras.

Lusa

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Número de vítimas mortais dos incêndios sobe para 45

    País

    Uma pessoa que estava internada no Hospital da Prelada, Porto, na sequência dos incêndios do dia 15 nas regiões Centro e Norte, morreu hoje, anunciou a unidade hospitalar, subindo assim para 45 o número de vítimas mortais daqueles fogos.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Achado inédito encontrado na nau de Vasco da Gama naufragada em Omã

    Mundo

    Uma equipa de investigadores afirma ter encontrado, ao largo da costa de Omã, o mais antigo instrumento de navegação alguma vez descoberto. O achado arqueológico é um astrolábio e terá sido localizado no meio do que resta da nau Esmeralda, da frota de Vasco da Gama, naufragada no Oceano Índico em 1503.

    SIC

  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.