sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Sondagem revela aumento de apoio a Dilma

A desaprovação do Presidente brasileiro interino, Michel Temer, e o apoio à chefe de Estado com o mandato suspenso, Dilma Rousseff, têm aumentado desde que o pedido de 'impeachment' (destituição) foi aprovado, segundo uma sondagem da consultora Ipsos.

© Adriano Machado / Reuters

Os dados divulgados hoje mostram que o índice de reprovação de Michel Temer atingiu os 70% em junho, enquanto a taxa de aprovação ficou em 19%, ambas registando uma subida de três pontos percentuais em relação a maio.

Em abril, Michel Temer, na altura como vice-presidente, contava com 24% de aprovação.

Já a reprovação à Presidente temporariamente afastada diminuiu cinco pontos percentuais, para 75%, em relação a maio, e nove pontos percentuais relativamente a abril.

A aprovação em relação a Dilma Rousseff subiu até aos 20% em junho, registando uma alta de cinco pontos percentuais.

Quanto à aprovação do governo, que mudou a 12 de maio, quando Dilma Rousseff foi temporariamente afastada, houve uma diminuição de 76%, em abril, para 43% dos entrevistados a considerarem-no mau ou péssimo.

Já a parcela dos que encaram a gestão do executivo como boa, recuou para 6% ante os 9% registados no mês anterior.

Contudo, a percentagem dos que não sabem opinar subiu de 2% em maio para 22% este mês.

"As pessoas ainda estão a sentir falta de uma agenda própria e clara do governo Temer. Só quando isso começar a ficar claro para os brasileiros é que poderá aumentar a aprovação ou reprovação ao governo", explicou Danilo Cersosimo, responsável pelo estudo.

As dúvidas em relação ao novo governo são visíveis pelo facto de por quase um terço dos entrevistados não saber ou não responder se aprova ou não as medidas do governo de Michel Temer em relação a temas centrais, como a reforma política, o orçamento, o combate à corrupção, a inflação, a violência e programas sociais.

Mesmo após a aprovação do pedido de destituição de Dilma Rousseff, ainda é grande a insatisfação em relação ao Brasil, com nove em cada dez brasileiros a verem o país no rumo errado.

A pesquisa foi realizada entre 2 e 13 de junho, com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades, e a margem de erro é de três pontos percentuais.

Dilma Rousseff foi temporariamente afastada, por um período de até 180 dias, para ir a julgamento, sendo que após esse período, se a sua destituição for aprovada no Senado, será definitivamente afastada.

Se, pelo contrário, os senadores recusarem a sua destituição, Dilma Rousseff voltará à Presidência.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.