sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Pedidos de falência no brasil aumentaram 26,5% no primeiro semestre

Os pedidos de falência no Brasil aumentaram 26,5% no primeiro semestre em relação ao período homólogo do ano anterior, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) divulgados hoje.

De acordo com os dados disponibilizados numa nota no site da Boa Vista SCPC, que não incluem números de empresas, mas somente percentagens, em junho, o número de pedidos de falências aumentou 20,2% na comparação mensal.

Quanto às falências decretadas, houve uma alta de 11,3% nos primeiros seis meses em relação ao período equivalente de 2015, mas um recuo de 15,6% relativamente ao mês anterior.

Já os pedidos de recuperação judicial para evitar falência e as recuperações judiciais deferidas durante o semestre subiram 113,5% e 118%, respetivamente.

"A fraca atividade económica e os elevados custos atingiram fortemente o caixa das empresas ao longo de 2015, e os pedidos de falência fecharam aquele ano com crescimento de 16,4%. Já as recuperações cresceram 51,0%. A tendência de alta não só continuou como se intensificou neste primeiro semestre do ano", lê-se na nota.

Os autores do documento alertam que "sem previsão de mudança no cenário macroeconómico em 2016, os indicadores parecem conservar, de forma mais intensa, a tendência observada ao longo de 2015".

Os dados mostram ainda que as pequenas empresas representam a maior parte dos pedidos de falências, das falências decretadas, dos pedidos de recuperação judicial, bem como das recuperações judiciais concedidas.

"O setor de serviços foi o que representou mais casos nos pedidos de falência (40%), seguido do setor industrial (34%) e do comércio (26%)", segundo a nota.

Para além de uma longa recessão, o Brasil assiste a um aumento do desemprego, numa altura em que a instabilidade política, com a Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, a ser alvo de um processo de destituição, não está a ajudar a economia.

Lusa

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.