sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Senado dá início a sessão de pronúncia do processo de impeachment de Dilma

© Ueslei Marcelino / Reuters

O Senado (câmara alta do parlamento) brasileiro começou hoje uma sessão "de pronuncia" em que será votada a ida a julgamento do processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff, que se encontra com mandato suspenso.

Considerada a segunda fase do processo de destituição a sessão de hoje é presidida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski.

A expectativa é que a sessão seja longa, mas não deve trazer surpresa quanto ao resultado já que os senadores favoráveis ao afastamento de Dilma Rousseff contabilizam 60 votos, contra os 41 necessários para dar andamento ao processo.

Na abertura da sessão, Ricardo Lewandowski, frisou que os senadores terão a delicada incumbência de decidir se o julgamento da Presidente será iniciado.

Segundo o presidente do STF, os membros do senado desempenharão a função de juízes, cabendo a eles apenas cumprir o papel legal de presidir ao julgamento que venha a acontecer não podendo interferir nas discussões nem dar opinião ou emitir juízos de valor nas questões submetidas ao plenário.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".