sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Lula vai apresentar na ONU "novos factos" sobre "perseguição judicial"

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva vai apresentar no Conselho de Direitos Humanos da ONU, com sede em Genebra, "novos factos" que demonstram a alegada "perseguição judicial" ao ex-presidente brasileiro, investigado por corrupção.

Os advogados do ex-governante consideram que Lula e a sua família sofreram represálias desde que foram denunciados em finais de junho na ONU os "abusos" cometidos no âmbito das investigações sobre o escândalo de corrupção na petrolífera estatal Petrobras, noticiou a agência Efe.

A defesa mencionou como exemplo dessa "represália", a decisão da polícia de chamar para depor a mulher do antigo presidente, Marisa Letícia Lula, e o filho Fábio Luís "sem qualquer justificação razoável".

Os investigadores do caso Petrobras alargaram também a "campanha de propaganda opressiva" contra Lula através dos seus "porta-vozes" na comunicação social, alegam os advogados.

Nesse sentido, foi apontada uma notícia da revista Época que relata que os investigadores do caso Petrobras estão "irritados" com o que consideram "tentativas de intimidação".

"A reação autoritária dos operadores da operação Lava Jato", como é conhecido o caso Petrobras, "confirma que Lula é vítima de uma verdadeira caça judicial, que se serve da cumplicidade dos meios de comunicação para esconder os abusos e promover um juízo", considera em comunicado a defesa do ex-presidente.

As autoridades investigam se, quando estava no poder, Lula recebeu "favores" por parte de construtoras envolvidas no gigantesco escândalo de corrupção, o que tem sido sempre negado pelo ex-presidente.

Paralelamente, Lula responde em tribunal à acusação de "obstrução à justiça" por alegada tentativa de suborno de um dos envolvidos no caso.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Presidente da Câmara de Nova Iorque confirma "atentado terrorista falhado"
    0:29
  • Israel volta a bombardear posições do Hamas em Gaza

    Mundo

    O exército israelita voltou a bombardear esta segunda-feira posições do movimento Hamas na Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de projéteis em direção a Israel pelas milícias palestinianas, informou um comunicado militar.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.