sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Lula vai apresentar na ONU "novos factos" sobre "perseguição judicial"

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva vai apresentar no Conselho de Direitos Humanos da ONU, com sede em Genebra, "novos factos" que demonstram a alegada "perseguição judicial" ao ex-presidente brasileiro, investigado por corrupção.

Os advogados do ex-governante consideram que Lula e a sua família sofreram represálias desde que foram denunciados em finais de junho na ONU os "abusos" cometidos no âmbito das investigações sobre o escândalo de corrupção na petrolífera estatal Petrobras, noticiou a agência Efe.

A defesa mencionou como exemplo dessa "represália", a decisão da polícia de chamar para depor a mulher do antigo presidente, Marisa Letícia Lula, e o filho Fábio Luís "sem qualquer justificação razoável".

Os investigadores do caso Petrobras alargaram também a "campanha de propaganda opressiva" contra Lula através dos seus "porta-vozes" na comunicação social, alegam os advogados.

Nesse sentido, foi apontada uma notícia da revista Época que relata que os investigadores do caso Petrobras estão "irritados" com o que consideram "tentativas de intimidação".

"A reação autoritária dos operadores da operação Lava Jato", como é conhecido o caso Petrobras, "confirma que Lula é vítima de uma verdadeira caça judicial, que se serve da cumplicidade dos meios de comunicação para esconder os abusos e promover um juízo", considera em comunicado a defesa do ex-presidente.

As autoridades investigam se, quando estava no poder, Lula recebeu "favores" por parte de construtoras envolvidas no gigantesco escândalo de corrupção, o que tem sido sempre negado pelo ex-presidente.

Paralelamente, Lula responde em tribunal à acusação de "obstrução à justiça" por alegada tentativa de suborno de um dos envolvidos no caso.

Lusa

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Repórteres fazem relato impressionante dos acontecimentos em Charlottesville
    3:40