sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Ex-tesoureiro do PT e outras 13 pessoas constituídos arguidos na Operação Lava Jato

O ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) Paulo Ferreira e outras 13 pessoas foram constituídos arguidos por acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e cartel, no âmbito da Operação Lava Jato.

© Nacho Doce / Reuters

O juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato, que trata do maior esquema de corrupção da história brasileira, aceitou a denúncia na sexta-feira.

Paulo Ferreira é o terceiro ex-tesoureiro do movimento político do ex-Presidente Lula da Silva e da Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, a tornar-se réu na operação judicial.

Entre os acusados estão também o empreiteiro Léo Pinheiro, da construtora OAS, o lobista Adir Assad e o ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque, preso desde fevereiro do ano passado.

Em causa estão suspeitas de fraudes num contrato para obras no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), da Petrobras, no Rio de Janeiro, onde são realizados estudos sobre a exploração de petróleo.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), para que o contrato fosse assinado, as empresas que formavam o consórcio - OAS, a Carioca Engenharia, a Schahin, a Construbras e a Construcap - "ofereceram e efetivamente pagaram mais de 20 milhões (5,6 milhões de euros) em propinas (subornos)".

O dinheiro, de acordo com a denúncia, era "para funcionários do alto escalão da Petrobras e representantes do Partido dos Trabalhadores (PT), que davam sustentação política a tais funcionários corrompidos".

Na sua decisão, Sérgio Moro considerou haver "indícios suficientes de autoria e materialidade" contra os acusados.

Paulo Ferreira, que foi secretário de finanças do PT entre 2005 e 2010, também é réu na Operação Custo Brasil - um desdobramento da Operação Lava Jato, que trata de fraudes na gestão de empréstimos consignados no Ministério do Planeamento -, e foi preso preventivamente em junho.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07