sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Senado garante à OEA que processo de destituição de Dilma é legal

O Senado (câmara alta parlamentar) do Brasil garantiu à Organização dos Estados Americanos (OEA) que o processo de "impeachment" (destituição) de Dilma Rousseff, que deve ir a julgamento na próxima quinta-feira, segue as normas da Constituição do país.

"Foram observados os preceitos constitucionais, legais e regimentais que norteiam o processo de impedimento, não havendo que se falar em qualquer ilegalidade ou inconstitucionalidade nos atos praticados pelo Senado Federal, no uso de sua competência assegurada pela Constituição da República Federativa do Brasil de 1988", argumentou o advogado do Senado, Alberto Cascais.

A resposta consta num documento enviado segunda-feira à noite atendendo a um pedido de informação feito pela OEA ao Senado depois de parlamentares do Partido dos Trabalhadores (PT) terem apelado junto da organização.

Os membros do PT, o mesmo da Presidente com mandato suspenso Dilma Rousseff, alegam que o processo em curso no Brasil é um golpe institucional.

O advogado-geral do Senado, por sua vez, defendeu a legalidade do processo e relatou todos os procedimentos adotados desde que a Câmara dos Deputados (câmara baixa parlamentar) aprovou o andamento do 'impeachment'.

O Governo comandado pelo Presidente interino do Brasil, Michel Temer, tem rebatido as críticas feitas contra o processo de destituição de Dilma Rousseff desde que assumiu o poder.

Na última segunda-feira o ministro das Relações Exteriores, José Serra, disse que o documento enviado pela OEA seria "besta" e "malfeito".

"O Brasil não tem que responder nada. A OEA mandou um documento besta, mal feito e quem tem que responder a respeito do 'impeachment' é o Congresso", disse o ministro num encontro com jornalistas.

José Serra já havia repudiado críticas de líderes de países da América Latina e da União das Nações Sul Americanas (Unasul) quando Dilma Rousseff foi suspensa e ele assumiu a chancelaria por indicação de Michel Temer.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.