sicnot

Perfil

Operação Lava Jato

Dilma emociona-se perante o Senado

Dilma emociona-se perante o Senado

Dilma Rousseff chegou ao Senado acompanhada por Lula da Silva e recebida por centenas de apoiantes. Perante a sua defesa diz que não cometeu nenhum crime e repete que está a ser alvo de perseguição por parte das elites brasileiras, que não querem perder privilégios. A presidente suspensa do Brasil emocionou-se perante o Senado ao referir os Jogos Olímpicos como exemplo de capacidade empreendedora. O futuro de Dilma deve ser conhecido já nesta terça-feira.

  • "Viola-se a democracia e pune-se uma inocente"
    2:16

    Operação Lava Jato

    Dilma Rousseff apresentou esta segunda-feira a própria defesa perante o senado brasileiro, no âmbito do processo de destituição. A Presidente, com mandato suspenso, apela a que se faça justiça em nome da democracia. Dilma diz que se está a violar a demoracia e a punir uma inocente.

  • Chuva deixa em alerta 12 distritos do continente

    País

    Doze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, que pode ser pontualmente forte e acompanhada por trovoadas e granizo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • A experiência de um embaixador português na Coreia do Norte
    2:58

    País

    A Coreia do Norte tem o maior orçamento militar do mundo e o seu arsenal nuclear acaba por dar-lhe acesso a uma possível cimeira com os Estados Unidos. A pobreza e o culto da personalidade foram testemunhados pelo embaixador, José Manuel de Jesus, que visitou várias vezes Pyongyang.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.