sicnot

Perfil

Operação Lava Jato

Dilma vai recorrer da destituição

Dilma vai recorrer da destituição

Dilma Rousseff classificou a sua destituição da Presidência da República por parte do Senado como uma farsa política e jurídica. Dilma já fez saber que vai recorrer da decisão para todas as instâncias ao seu alcance.

  • Dilma oficialmente afastada do poder
    3:06

    Operação Lava Jato

    Dilma Rousseff foi condenada por crimes de responsabilidade e perdeu o mandato. A Presidente afastada há quatro meses do poder foi considerada culpada por 61 dos 81 senadores que votaram o impeachment. Dilma já disse que sofreu um segundo golpe de Estado.

  • O momento da destituição de Dilma
    0:20

    Operação Lava Jato

    O impeachment foi aprovado. Dilma Rousseff é afastada da Presidência e perde, oficialmente, o mandato. A destituição foi aprovada com 61 votos a favor e 20 contra. Ainda assim, os senadores decidiram manter os direitos políticos de Dilma. a ex-presidente pode desempenhar funções públicas.Esta segunda votação teve 42 votos a favor da proibição, mas eram precisos 54. Quer isto dizer que Dilma ficou apenas impedida de prosseguir o atual mandato, podendo candidatar-se a cargos públicos. Com a destituição, Michel Temer ficará na presidência do Brasil até ao final de 2018.

  • Segunda votação permite a Dilma ocupar cargos públicos apesar da destituição

    Operação Lava Jato

    O Senado (câmara alta parlamentar) decidiu esta quarta-feira, em votação separada da realizada após a aprovação do processo de impeachment (destituição), que Dilma Rousseff poderá ocupar cargos públicos. Com 42 votos a favor da cassação deste direito, 36 contra e três abstenções, os senadores brasileiros votaram pela manutenção dos direitos políticos da agora ex-Presidente Dilma Rousseff.

  • "O congresso brasileiro é um saco de gatos e de bandidos"
    8:25

    Operação Lava Jato

    Miguel Sousa Tavares, comentador SIC, considera que "Dilma foi vítima de um golpe político parlamentar" e que "o congresso brasileiro é um saco de gatos e de bandidos". Dilma Rousseff está oficialmente afastada da Presidência do Brasil. A destituição foi aprovada com 61 votos a favor e 20 contra. Já Cândida Pinto, jornalista da SIC, destaca a complexidade jurídica do impeachment e o facto do Brasil assistir a um enfraquecimento da democracia.

  • Quem é Michel Temer
    2:28

    Operação Lava Jato

    Tem 75 anos e é o homem mais velho a assumir a Presidência do Brasil. Aceitou o primeiro cargo público em 1964, na secretaria da educação do governo estadual de Adhemar de Barros. Em 1997 foi eleito pela primeira vez Presidente da Câmara dos deputados. Tornou-se o número dois de Dilma em 2010 e manteve-se sempre na sombra até maio deste ano.

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52