sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Lula tenta organizar bloco para reunir partidos de esquerda

O ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva está a tentar organizar a formação de um bloco de resistência ao Governo de Michel Temer com partidos de esquerda, informou a Folha de S.Paulo.

O jornal diário brasileiro destaca que na quarta-feira, enquanto Dilma Rousseff estava a ser julgada no Senado (câmara alta parlamentar), Lula da Silva teria sugerido a Carlos Lupi, presidente nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), a composição de um bloco de oposição no Congresso.

A ideia seria criar uma organização inspirada no modelo do Uruguai que também atuaria nas eleições presidenciais de 2018.

Na prática este bloco de esquerda funcionaria como uma grande coligação com partidos, sindicatos, associações, movimentos de esquerda, intelectuais e artistas em torno de um programa.

Carlos Lupi disse à Folha que Lula a Silva não descarta o lançamento de um candidato fora da sua formação, o Partido dos Trabalhadores (PT), nas presidenciais de 2018.

O ex-Presidente brasileiro teria conversado até com altos membros do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em defesa da proposta e sugerido aos aliados uma reunião em setembro.

O PT, de Lula da Silva, sofreu a sua maior derrota com a deposição de Dilma Rousseff, mas também tem perdido espaço graças ao envolvimento de dirigentes seus em escândalos de corrupção, principalmente nos esquemas criminosos articulados dentro da Petrobras.

O próprio ex-Presidente já responde a um inquérito da operação Lava Jato, que investiga os crimes na petrolífera estatal Petrobras e pode não estar habilitado para voltar a concorrer em 2018.

O jornal brasileiro concluiu frisando que a discussão para a formação deste boco não está concluída, mas movimentos de esquerda pretendem fazer oposição cerrada a Michel Temer, empossado Presidente da República no lugar de Dilma Rousseff na quarta-feira.

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.