sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Presidente do Brasil vaiado e aplaudido no desfile do Dia da Independência

© POOL New / Reuters

O Presidente do Brasil, Michel Temer, foi vaiado e aplaudido na manhã desta quarta-feira em Brasília durante o desfile militar que comemora o dia da Independência do país, em mais uma demonstração da divisão provocada pela crise política.

O novo chefe de Estado, que tomou posse na semana passada depois da destituição de Dilma Rousseff, também foi aplaudido por parte do público em mais uma demonstração de que o país continua dividido por uma grave crise política.

Além das vaias e aplausos, a cerimónia também foi atípica porque Michel Temer optou por não fazer o desfile no Rolls Royce "Silver Wraith", um carro aberto que foi oferecido pela Rainha Isabel II da Inglaterra, e não usou a faixa presidencial, duas condutas que normalmente são adotadas pelos Presidentes do país nestas ocasiões.

O público estimado era de cerca de 30 mil pessoas, em Brasília.

Sobre as manifestações, o Jornal Folha de São Paulo e o portal de notícias UOL relataram que viram seguranças a impedir manifestantes políticas nas arquibancadas do desfile.

Segundo a imprensa brasileira, esta ação foi contra uma informação dada pela assessoria de imprensa do Planalto que havia dito que as manifestações políticas seriam liberadas.

Esta quarta-feira é feriado nacional e além das comemorações militares foram convocados pelo menos 18 protestos contra Michel Temer em diversas cidades do Brasil.

Lusa

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.