sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Juiz do Supremo brasileiro nega anular aprovação da destituição de Dilma

O magistrado Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou esta quinta-feira um recurso da defesa de Dilma Rousseff para anular a sessão da votação do Senado (câmara alta do Congresso) que determinou a destituição da ex-Presidente do Brasil.

A decisão surgiu em resposta a uma providência cautelar, com pedido de uma decisão provisória, apresentado pelo advogado da ex-chefe de Estado, José Eduardo Cardozo, a 1 de setembro, um dia depois de os senadores terem decidido afastar a primeira mulher Presidente do Brasil do cargo.

O advogado alertou para a inconstitucionalidade de dois artigos da Lei de Impeachment (destituição) e a inclusão no parecer favorável ao afastamento de acusações que não constavam no relatório votado anteriormente na Câmara dos Deputados, considerando que isso teria prejudicado a defesa.

Na sua decisão, Teori Zavascki escreveu que, "mesmo que se pudesse atribuir relevância ao argumento de inconstitucionalidade" dos artigos, "isso não seria suficiente para determinar a concessão da cautelar", uma vez que a condenação "está amparada na configuração de outros delitos".

O juiz considerou que o acrescento no parecer não prejudicou a defesa, tendo sido feito apenas para demonstrar que os atosactos pelos quais Dilma Rousseff foi condenada, ocorridos em 2015, representaram o "clímax negativo" de práticas questionáveis desde 2008.

Dilma Rousseff foi condenada por ter assinado três decretos de créditos suplementares em 2015 sem autorização do Congresso e por ter usado dinheiro de bancos públicos em programas do Tesouro, realizando manobras contabilísticas.

O juiz escreveu ainda que a defesa "teve iterativas oportunidades para contradizer as teses da acusação".

Após um longo e polémico processo de cerca de nove meses, Dilma Rousseff foi afastada do cargo a 31 de agosto e, como consequência, Michel Temer, o seu ex-vice-Presidente, assumiu a liderança do Brasil.

Nesse dia, em resposta à Lusa sobre se tenciona recorrer a instâncias internacionais num processo que a defesa tem apelidado de "golpe", José Eduardo Cardozo respondeu que primeiro ia aos tribunais brasileiros, nos quais disse confiar.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52