sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Ministério Público diz que Lula era o "grande general" nos crimes da Lava Jato

© Paulo Whitaker / Reuters

O procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, disse esta quarta-feira que o ex-Presidente brasileiro Lula da Silva era o "grande general" do esquema criminoso descoberto pelas autoridades.

Em conferência de imprensa em Curitiba, o procurador afirmou que o ex-chefe de Estado era o "comandante" que "determinou a realização e a continuidade da prática dos crimes" num mega-esquema de corrupção, associado à petrolífera Petrobras.

O procurador referiu que o núcleo político está no topo da "pirâmide criminosa" do Petrolão e no centro do esquema aparece Lula da Silva.

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou hoje o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a sua mulher, Marisa Letícia, Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, Léo Pinheiro, presidente da OAS, e outras quatro pessoas ligadas à mesma empreiteira.

Em causa estão crimes de corrupção activa e passiva e lavagem de dinheiro.

Lusa

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.

  • Trump acusa o procurador-geral dos EUA de ser fraco
    1:46