sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Brasil perde 1,51 milhões de empregos em 2015

O Brasil perdeu 1,51 milhões de empregos formais no ano passado, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Ministério do Trabalho, que dão este como o pior resultado desde 1985, quando a estatística teve início.

Os dados, da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), hoje divulgados, mostram que esta foi também a primeira vez em 23 anos que o país tem um corte de vagas de emprego formais, sendo que em 1992 foram encerrados 738 mil postos de trabalho.

"O nível de emprego formal no país apresentou uma queda de 3,05% em relação à quantidade de trabalhadores formais de 2014. Com isso, o número de trabalhadores, que era de 49,6 milhões, recuou para 48,1 milhões de postos no ano", segundo um comunicado da tutela.

Em 2014, o país terminou o ano com a criação de 623 mil empregos formais.

Os dados demonstram que "os rendimentos médios reais dos trabalhadores no mês de dezembro de 2015 sofreram um recuo de 2,56% em relação a dezembro de 2014".

"Em termos absolutos, a remuneração média dos trabalhadores passou de 2.725,28 reais [747,7 euros] em 2014 para 2.655,6 reais [728,6 euros] em 2015", segundo o comunicado.

A agricultura foi o único setor que teve um aumento no número de trabalhadores formais no ano passado, sendo os setores de indústria de transformação, construção civil e comércio os mais afectados.

Apenas os estados de Piauí, Acre e Roraima registaram um aumento no número de empregos formais, de acordo com os dados, que mostram ainda que a região mais afectada com queda de vagas foi o sudeste do país.

"Por faixa etária, os dados mostraram que a tendência de queda foi bem mais acentuada para os mais jovens, especialmente para os que possuíam entre 18 e 24 anos", de acordo com a nota do Ministério do Trabalho.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.