sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Michel Temer diz que não sabia da corrupção no PT porque era vice "decorativo"

O Presidente brasileiro, Michel Temer, afirmou esta quarta-feira em Nova Iorque que não tinha qualquer conhecimento da "corrupção no PT (Partido dos Trabalhadores), porque não tinha participação no Governo, sendo apenas um "vice-presidente decorativo".

"Não sabia. Vocês sabem que eu não tive participação no Governo. Um dia eu mesmo me rotulei de vice-presidente decorativo porque eu não tinha participação. Não acompanhava nada disso", disse Temer a jornalistas.

O Presidente, que assumiu plenas funções a 31 de agosto, na sequência do polémico processo de destituição de Dilma Rousseff por irregularidades orçamentais, referia-se a uma carta que enviou à ex-Presidente no final do ano passado, onde se lamentava ser um mero "vice decorativo".

O Partido dos Trabalhadores (PT) - de Dilma Rousseff e do ex-Presidente Lula da Silva, que foi constituído arguido na terça-feira, pela segunda vez, no âmbito da Operação Lava Jato - encontra-se numa situação sensível depois de várias detenções de quadros envolvidos no maior caso de corrupção da história do Brasil, centrado na petrolífera estatal Petrobras.

Na lista de investigados no âmbito da Lava Jato, constam políticos de vários partidos, incluindo do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), de Michel Temer.

Aos jornalistas, Michel Temer respondeu ainda que não deu conta do protesto das delegações de seis países, que saíram da assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) durante o seu discurso, na terça-feira.

Representantes de Venezuela, Equador e Nicarágua e a maioria dos membros da delegação da Costa Rica deixaram o plenário, enquanto os diplomatas da Bolívia e de Cuba já se tinham retirado do local antes do discurso e só regressaram depois de Michel Temer ter acabado de falar.

O processo de destituição de Dilma Rousseff dividiu a sociedade e gerou dúvidas interna e externamente, sendo que vários governos da região manifestaram publicamente o seu desagrado com o afastamento da ex-Presidente.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.