sicnot

Perfil

Crise no Brasil

Crise no Brasil

Operação Lava Jato

Lula da Silva condenado a nove anos e meio de prisão

Ueslei Marcelino

O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva foi esta quarta-feira condenado a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O juiz Sergio Moro condenou Lula no âmbito da Operação Lava Jato, naquela que é uma decisão inédita na história do país: nunca um ex-Presidente havia sido condenado por corrupção.

Ainda assim, o ex-Presidente brasileiro não vai ser preso de imediato. Como explica a revista brasileira Veja, Sergio Moro é um juiz de primeira instância e, de acordo com o Supremo Tribunal Federal, as penas dadas por elementos judiciais de 1º grau só entram em vigor se forem confirmadas por uma entidade judicial superior.

A análise à sentença poderá demorar até ano e meio.

Lula da Silva foi acusado de ter recebido um apartamento de luxo de três andares, da empreiteira OAS, para favorecer interesses ilícitos da construtora em contratos com a Petrobras.

A acusação refere ainda que o ex-Presidente recebeu um terreno da empresa Odebrecht como forma de suborno para favorecer interesses da empresa junto do Governo.

Paulo Whitaker

Neste processo, os investigadores do Ministério Público Federal acusam o ex-chefe de Estado de ter recebido 3,7 milhões de reais (cerca de 1,07 milhões de euros) pela propriedade e por reformas executadas num apartamento de luxo na cidade do Guarujá, no litoral do estado de São Paulo.

Para determinar a pena de nove anos e meio, o juiz Sérgio Moro considerou que Lula agiu com "culpabilidade extremada", uma vez que os crimes teriam ocorrido devido ao seu estatuto de Presidente da República, avança O Globo.

"O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de Presidente da República, ou seja, de mandatário maior. A responsabilidade de um Presidente da República é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica o crime", escreveu Moro.

O juiz Sergio Moro.

O juiz Sergio Moro.

Rafael Marchante

Lula negou todas as acusações na primeira vez em que compareceu perante a Justiça federal brasileira, a 10 de maio passado.

Para além dessa vez, e ex-Presidente negou sempre todas as acusações contra si e declarou, em diversas oportunidades, que estava a ser vítima de perseguição de membros da operação Lava Jato e do aparelho judicial brasileiro.

Nacho Doce

Uma sondagem recente apontava mesmo Lula como favorito para vencer as eleições presidenciais brasileiras do próximo ano, às quais o ex-Presidente já tinha manifestado intenção de concorrer.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15