sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Eleições legislativas a 4 de outubro

ÚLTIMA HORA

As próximas eleições legislativas realizam-se a 4 de outubro, anunciou esta quarta-feira o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, no Palácio de Belém, um dia depois de ter ouvido os partidos com assento parlamentar.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

"Nos termos da Constituição e da lei, e depois de ouvir os partidos representados na Assembleia da República, decidi marcar para o dia 4 de outubro a realização das próximas eleições legislativas", disse Cavaco Silva numa declaração ao país.

Sublinhando que todas as eleições são importantes, mas que o próximo ato eleitoral "é particularmente importante para o futuro de Portugal", o chefe de Estado recordou que os portugueses irão ser chamados a eleger os deputados à Assembleia da República e "a escolher, de entre as propostas apresentadas pelas diferentes forças políticas, aquelas que melhor respondam aos complexos desafios que o país enfrenta".

"Das eleições para a Assembleia da República dependerá também a formação do novo Governo, não sendo admissíveis soluções governativas construídas à margem do parlamento, dos resultados eleitorais e dos partidos políticos", acrescentou.

  • Partidos defendem eleições legislativas a 27 de setembro ou 4 de outubro
    2:04

    País

    O Presidente da República ouviu esta terça-feira os partidos com representação parlamentar para marcar o dia das eleições legislativas. Em cima da mesa estiveram duas datas prováveis: 27 de setembro e 4 de outubro. O Bloco de Esquerda não tem preferência por qualquer dos dias, o PCP e os Verdes preferem eleições apenas em outubro, enquanto o CDS-PP, o PSD e o PS indicaram o dia 27 de setembro como a melhor opção.

  • Passos começou a fazer oposição

    Bernardo Ferrão

    É inegável a habilidade política de António Costa mas no caso da TSU e do acordo de Concertação Social só cai quem quer. A verdade dos factos é que o primeiro-ministro fechou um acordo sabendo que não o podia cumprir. E agora tenta desviar-nos o olhar para o PSD, como se fosse ele o culpado, quando o problema está na geringonça. Antes de atacar Passos, Costa devia resolver os problemas em casa com o PCP e BE.

    Bernardo Ferrão

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.